A revelação divina da Bíblia

Lições da Bíblia

“1. Leia 2 Pedro 1:19-21. Como o apóstolo expressou sua convicção sobre a origem da mensagem profética das Escrituras?”1

2 Pedro 1:19-21 (ARA): “19 Temos, assim, tanto mais confirmada a palavra profética, e fazeis bem em atendê-la, como a uma candeia que brilha em lugar tenebroso, até que o dia clareie e a estrela da alva nasça em vosso coração, 20 sabendo, primeiramente, isto: que nenhuma profecia da Escritura provém de particular elucidação; 21 porque nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana; entretanto, homens [santos] falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito Santo.

“A Bíblia não é como qualquer livro. Segundo o apóstolo Pedro, os profetas foram movidos pelo Espírito Santo de tal maneira que o conteúdo de sua mensagem veio de Deus. Eles não o inventaram. Em vez de ser ‘fábulas engenhosamente inventadas’ (2Pe 1:16), a mensagem profética da Bíblia é de origem divina e, portanto, verdadeira e fidedigna. ‘Homens [santos] falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito Santo’ (2Pe 1:21). Deus atuou no processo de revelação, no qual manifestou Sua vontade a seres humanos escolhidos.”1

“A comunicação verbal direta entre Deus e seres humanos específicos é um fato incontestável das Escrituras. Por isso, a Bíblia tem autoridade divina especial, e precisamos considerar o elemento divino ao ­interpretá-la. Tendo Deus como seu Autor final, os livros bíblicos são apropriadamente chamados de ‘Sagradas Escrituras’ (Rm 1:2; 2Tm 3:15).”1

“Elas também foram concedidas para fins práticos. São úteis ‘para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra’ (2Tm 3:16, 17).”1

“Também precisamos da ajuda do Espírito Santo para aplicar em nossa vida o que O Senhor revelou em Sua Palavra. Por isso, o apóstolo Pedro afirma que a interpretação da Palavra de Deus divinamente revelada não é uma questão de opinião própria. Precisamos da própria Bíblia e do ­Espírito Santo para entender corretamente o significado do texto sagrado.”1

“As Escrituras também declaram: ‘Certamente, o Senhor Deus não fará coisa alguma, sem primeiro revelar o Seu segredo aos Seus servos, os profetas’ (Am 3:7). As palavras bíblicas para ‘revelação’ (em suas várias formas) expressam a ideia de que algo anteriormente oculto foi revelado e, portanto, tornou-se conhecido e manifesto. Como seres humanos, precisamos dessa revelação, pois somos pecaminosos, separados de Deus por causa do pecado e, assim, dependentes Dele para conhecer Sua vontade.”1

“Já é difícil obedecer à Bíblia quando acreditamos em sua origem divina. O que aconteceria se passássemos a desconfiar dela ou até mesmo questionar sua procedência?”1

Tenha em mente, hoje, uma passagem bíblica e medite nela ao longo do dia.

Domingo, 05 de abril de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Com interpretar as Escrituras Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 500, abr. mai. jun. 2020. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s