Esperança da ressurreição

Lições da Bíblia

“A esperança cristã da segunda vinda de Jesus não significa apenas aguardar ansiosamente um futuro brilhante. Para os primeiros cristãos, a ressurreição corpórea de Jesus deu à promessa de Seu retorno uma sólida realidade. Se Ele pôde ressuscitar, o que eles haviam testemunhado por si mesmos, certamente voltaria para concluir o projeto de remover o pecado e seus efeitos e renovar o mundo

(veja 1Co 15:22, 23 [‘22 Porque, assim como, em Adão, todos morrem, assim também todos serão vivificados em Cristo. 23 Cada um, porém, por sua própria ordem: Cristo, as primícias; depois, os que são de Cristo, na sua vinda.’]).

“Para o apóstolo Paulo, a ressurreição era o elemento essencial da esperança do advento. Ele estava preparado para apostar a credibilidade de tudo o que pregava nesse milagre supremo na história de Jesus: ‘E, se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé’ (1Co 15:17). Pense nas palavras do apóstolo nesse verso e na importância da ressurreição de Cristo para todas as nossas esperanças.”1

“3. Leia 1 Coríntios 15:12-19. Por que a verdade da ressurreição é tão essencial para a esperança cristã? Assinale a alternativa correta:”1

Coríntios (15:12-19 ARA)2: “12 Ora, se é corrente pregar-se que Cristo ressuscitou dentre os mortos, como, pois, afirmam alguns dentre vós que não há ressurreição de mortos? 13 E, se não há ressurreição de mortos, então, Cristo não ressuscitou. 14 E, se Cristo não ressuscitou, é vã a nossa pregação, e vã, a vossa fé; 15 e somos tidos por falsas testemunhas de Deus, porque temos asseverado contra Deus que ele ressuscitou a Cristo, ao qual ele não ressuscitou, se é certo que os mortos não ressuscitam. 16 Porque, se os mortos não ressuscitam, também Cristo não ressuscitou. 17 E, se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados. 18 E ainda mais: os que dormiram em Cristo pereceram. 19 Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens.”

A. (   ) Porque ela tira nosso desejo de viver aqui e ajudar os outros.
B. (   ) Porque Cristo ressuscitou; portanto, também ressuscitaremos.

Resposta sugestiva: Alternativa B.

“Presenciar o Cristo ressurreto transformou os primeiros discípulos. Como já vimos, Jesus os tinha enviado anteriormente para anunciar e expandir o reino de Deus (veja Mt 10:5-8), mas a morte de Cristo destruiu a coragem deles e esmagou suas esperanças. A comissão posterior

(veja Mt 28:18-20 [‘18 Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. 19 Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; 20 ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.’]),

dada a eles pelo Cristo ressurreto e fortalecida pela vinda do Espírito Santo

(veja At 2:1-4 [‘1 Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar; 2 de repente, veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados. 3 E apareceram, distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, e pousou uma sobre cada um deles. 4 Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem.’]),

levou-os a mudar o mundo e a viver o reino que Jesus havia estabelecido.”1

“Livres do poder e do medo da morte, os primeiros cristãos compartilharam e viveram corajosamente em nome de Jesus

(veja, por exemplo, 1Co 15:30, 31 [‘30 E por que também nós nos expomos a perigos a toda hora? 31 Dia após dia, morro! Eu o protesto, irmãos, pela glória que tenho em vós outros, em Cristo Jesus, nosso Senhor.’]).

O mal que trouxe a morte é o mesmo que traz sofrimento, injustiça, pobreza e opressão em todas as suas formas. No entanto, por causa de Jesus e Sua vitória sobre a morte, tudo isso terminará um dia. ‘O último inimigo a ser destruído é a morte’ (1Co 15:26).”1

“No fim, não importa a quem ajudamos hoje, todos acabarão morrendo. Por que é importante anunciar aos outros a esperança que eles podem encontrar na morte e ressurreição de Jesus?”1

Está chegando a Semana da Esperança (Evangelismo de Colheita) e o grande Batismo da Primavera. Será de 21 a 28 de setembro. Ore e leve pessoas a Cristo.

Terça-feira, 10 de setembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. “Meus pequeninos irmãos”: servindo aos necessitados. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 496, jul. ago. set. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s