O “vinho da fúria da sua prostituição”

Lições da Bíblia

“1. Leia Apocalipse 14:8; 16:19; 17:5; 18:2, 10 e 21, as seis referências a Babilônia nesse livro. Tendo em mente a história de Babilônia no Antigo Testamento, o que esses textos revelam sobre a Babilônia, tal como ela aparece no contexto dos eventos finais?”1

Apocalipse (14:8 ARA)2: “Seguiu-se outro anjo, o segundo, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia que tem dado a beber a todas as nações do vinho da fúria da sua prostituição.”.

Apocalipse (16:9 ARA)2: “Com efeito, os homens se queimaram com o intenso calor, e blasfemaram o nome de Deus, que tem autoridade sobre estes flagelos, e nem se arrependeram para lhe darem glória.”.

Apocalipse (17:5 ARA)2: “Na sua fronte, achava-se escrito um nome, um mistério: BABILÔNIA, A GRANDE, A MÃE DAS MERETRIZES E DAS ABOMINAÇÕES DA TERRA.”.

Apocalipse (18:2, 10, 21 ARA)2: “Então, exclamou com potente voz, dizendo: Caiu! Caiu a grande Babilônia e se tornou morada de demônios, covil de toda espécie de espírito imundo e esconderijo de todo gênero de ave imunda e detestável, […] e, conservando-se de longe, pelo medo do seu tormento, dizem: Ai! Ai! Tu, grande cidade, Babilônia, tu, poderosa cidade! Pois, em uma só hora, chegou o teu juízo. […] Então, um anjo forte levantou uma pedra como grande pedra de moinho e arrojou-a para dentro do mar, dizendo: Assim, com ímpeto, será arrojada Babilônia, a grande cidade, e nunca jamais será achada.

“Dizem que a Bíblia é uma narrativa sobre duas cidades, Jerusalém e Babilônia. Enquanto Jerusalém representa a cidade de Deus e o povo da aliança em toda a Bíblia (Sl 102:21; Is 52:9; 65:19; Ap 3:12), Babilônia representa a opressão, violência, falsa religião e completa rebelião contra Deus.”1

“Pense, por exemplo, na torre de Babel (Gn 11:9). A palavra hebraica para ‘Babel’ é a mesma para o reino de ‘Babilônia’. Em 1 Pedro 5:13 [‘Aquela que se encontra em Babilônia, também eleita, vos saúda, como igualmente meu filho Marcos.’], o apóstolo enviou saudações da igreja que se encontrava em ‘Babilônia’, geralmente entendida não como as ruínas do antigo reino localizado hoje no Iraque, mas como a própria cidade de Roma, que em breve se tornaria a opressora da igreja. ‘Babilônia’ é um título interessante à luz da função de Roma apresentada no livro do Apocalipse.”1

“2. Leia Apocalipse 14:8 e 18:3. O que esses textos revelam sobre a influência maligna de Babilônia no mundo e no povo de Deus? Assinale a alternativa correta:”1

Apocalipse (14:8 ARA)2: “Seguiu-se outro anjo, o segundo, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia que tem dado a beber a todas as nações do vinho da fúria da sua prostituição.”.

Apocalipse (18:3 ARA)2: “pois todas as nações têm bebido do vinho do furor da sua prostituição. Com ela se prostituíram os reis da terra. Também os mercadores da terra se enriqueceram à custa da sua luxúria.

A.(  ) Babilônia exerce sua influência corruptora sobre todas as nações, fazendo-as se prostituírem com o vinho de sua ira.
B.(  ) A influência de Babilônia traz paz, harmonia, justiça e progresso.

Resposta sugestiva: Alternativa A.

“Não há dúvida de que o poder representado por Babilônia, conforme a descrição no livro do Apocalipse, é extremamente corrupto, estendendo essa influência corruptora por todo o mundo, em maior ou menor grau. A expressão ‘vinho da fúria da sua prostituição’ (Ap 14:8) é claramente uma referência à falsa doutrina, ao falso ensino, às práticas corruptas e às consequências dessas coisas. Babilônia é uma força maligna que se espalhou a ‘todas as nações’ (Ap 18:3). Portanto, todos devem tomar cuidado para que também não sejam corrompidos.”1

“Diante da corrupção, confusão e opressão no mundo hoje, por que precisamos estar ancorados em Jesus e em Sua Palavra?”

Domingo, 17 de junho de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Preparação para o tempo do fim. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 492, abr. maio jun. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s