A lei e a promessa

Lições da Bíblia

É, porventura, a lei contrária às promessas de Deus?” (Gl 3:21) 

“Sentindo que seus comentários poderiam levar seus oponentes a concluir que ele tivesse uma visão depreciativa da lei, ou que seus comentários sobre a superioridade das promessas de Deus fossem apenas uma forma disfarçada de desprezar Moisés e a lei [Torah], Paulo fez a mesma pergunta que eles estavam fazendo: ‘Vocês estão dizendo que a lei contradiz as promessas de Deus?’ Paulo respondeu a essa pergunta com um enfático ‘Não!’ Essa conclusão é impossível, porque Deus não Se opõe a Si mesmo. Ele deu tanto a promessa quanto a lei. A lei não está em contradição com a promessa. As duas apenas têm diferentes papéis e funções no plano maior de Deus para a salvação.”1

“1 Quais conceitos equivocados os adversários de Paulo tinham sobre o papel da lei? Compare Gl 3:21, Lv 18:5 e Dt 6:24″1

É, porventura, a lei contrária às promessas de Deus? De modo nenhum! Porque, se fosse promulgada uma lei que pudesse dar vida, a justiça, na verdade, seria procedente de lei.” (Gálatas 3:21 ARA)2. Portanto, os meus estatutos e os meus juízos guardareis; cumprindo-os, o homem viverá por eles. Eu sou o SENHOR.” (Levítico 18:5 ARA)2.  “O SENHOR nos ordenou cumpríssemos todos estes estatutos e temêssemos o SENHOR, nosso Deus, para o nosso perpétuo bem, para nos guardar em vida, como tem feito até hoje.” (Deuteronômio 6:24 ARA)2.

“Essas pessoas acreditavam que a lei fosse capaz de lhes dar vida espiritual. Suas ideias provavelmente tenham surgido de uma interpretação equivocada de passagens do Antigo Testamento como Levítico 18:5 e Deuteronômio 6:24, em que a lei prescreve como devem viver os que permanecem na aliança de Deus. A lei regulava a vida dos que participavam da aliança, mas eles concluíram que a lei era a fonte do relacionamento da pessoa com Deus. A Bíblia é clara, porém, ao declarar que a capacidade de ‘dar vida’ é uma faculdade exercida unicamente por Deus e Seu Espírito (2Rs 5:7, Ne 9:6, Jo 5:21, Rm 4:17). A lei não pode dar vida espiritual a ninguém. Contudo, isso não significa que a lei seja contrária à promessa de Deus.”1

“Buscando provar a incapacidade da lei para dar vida, Paulo escreveu em Gálatas 3:22: ‘A Escritura encerrou tudo sob o pecado‘. Em Romanos 3:9-19, ele se estendeu por uma série de versos extraídos do Antigo Testamento para mostrar quanto somos maus. As passagens não estão conectadas por acaso. Ele começou com a essência do problema do pecado, a atitude egoísta que assola o coração humano e, em seguida, avançou para os versos que descrevem a disseminação do pecado e, finalmente, sua universalidade.”1

“Qual era o raciocínio de Paulo? Devido à extensão do pecado e às limitações da lei, a promessa da vida eterna pode ocorrer somente pela fidelidade de Cristo em nosso favor. Novamente, vemos aqui a grande verdade que impulsionou a Reforma Protestante.”1

“Embora a lei não possa salvar, que grandes benefícios recebemos pela nossa fidelidade a ela? Na prática, que benefício você tem experimentado por meio da obediência à lei de Deus?”1

Domingo, 06 de agosto de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 COSAERT, Carl. O evangelho em Gálatas. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 489, Jul. Ago. Set. 2017. Adulto, Professor.
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s