Os insensatos gálatas 

Lições da Bíblia

1. Leia Gálatas 3:1-5. Resuma abaixo o que Paulo disse a eles. Em que sentido podemos estar em perigo de cair na mesma armadilha espiritual, de começar bem e depois cair no legalismo?1

“1 Ó gálatas insensatos! Quem vos fascinou a vós outros, ante cujos olhos foi Jesus Cristo exposto como crucificado? Quero apenas saber isto de vós: recebestes o Espírito pelas obras da lei ou pela pregação da fé? 3 Sois assim insensatos que, tendo começado no Espírito, estejais, agora, vos aperfeiçoando na carne? 4 Terá sido em vão que tantas coisas sofrestes? Se, na verdade, foram em vão. Aquele, pois, que vos concede o Espírito e que opera milagres entre vós, porventura, o faz pelas obras da lei ou pela pregação da fé?” (Gálatas 3:1-5 ARA)2.

“Diversas traduções modernas têm tentado captar o sentido das palavras de Paulo no verso 1, sobre os gálatas ‘insensatos’. A palavra que Paulo usou, em grego, é ainda mais forte do que essa. Ela é anoetoi, que vem da palavra para designar ‘mente’ (nous). Literalmente, significa ‘estúpido’. Os gálatas não estavam pensando. Paulo não parou por aí. Ele disse que, visto que eles estavam agindo de maneira tão insensata, ele queria saber se algum mágico havia lançado um feitiço sobre eles. ‘Quem os enfeitiçou?’ Sua escolha de palavras aqui pode até sugerir que a principal fonte por trás da condição deles fosse o diabo (2Co 4:4).”1

“O que deixou Paulo tão perplexo no tocante à apostasia dos gálatas em relação ao evangelho foi que eles sabiam que a salvação estava fundamentada na cruz de Cristo. Eles não poderiam ter dúvidas sobre isso. A palavra traduzida como ‘representado’ (ARC) ou ‘exposto’ (ARA), em Gálatas 3:1, significa literalmente ‘anunciado em cartaz’, ou ‘retratado’. Era usada para descrever todas as proclamações públicas. Paulo estava dizendo que a cruz era tão importante em sua pregação que os gálatas tinham, com efeito, visto o Cristo crucificado com os olhos da mente (1Co 1:23; 2:2). Em certo sentido, ele estava dizendo que, por suas ações, eles estavam se afastando da cruz.”1

“Em seguida, Paulo comparou a experiência dos gálatas com a maneira pela qual eles, no começo, haviam experimentado a fé em Cristo. Para isso, ele fez algumas perguntas retóricas. Como eles haviam recebido o Espírito, ou seja, como eles haviam se tornado cristãos, no começo? E de uma perspectiva um pouco diferente, por que Deus havia concedido o Espírito? Foi porque eles haviam feito algo para merecê-Lo? Certamente, não! Em vez disso, foi porque eles haviam acreditado nas boas-novas do que Cristo já havia feito por eles. Tendo começado tão bem, o que faria com que eles pensassem que tinham que passar a confiar em seu próprio comportamento?”1

Domingo, 23 de julho de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola
Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 COSAERT, Carl. O evangelho em Gálatas. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 489, Jul. Ago. Set. 2017. Adulto, Professor.
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s