Retribuição divina

Lições da Bíblia

“Central nos argumentos dos amigos de Jó foi a ideia de que Deus é justo e que o pecado atrai o castigo divino sobre os maus e bênçãos especiais sobre os bons. Não sabemos a época exata em que aqueles homens viveram. No entanto, por aceitarmos que Moisés escreveu o livro de Jó enquanto estava em Midiã, então eles devem ter vivido algum tempo antes da época do Êxodo. É muito provável também que eles tenham vivido após o Dilúvio.”1

“4. Leia Gênesis 6:5-8. Embora não saibamos quanto Elifaz, Bildade e Zofar conheciam do Dilúvio, como essa história pode ter influenciado a teologia deles? Complete as lacunas:”1

“5 Viu o SENHOR que a maldade do homem se havia multiplicado na terra e que era continuamente mau todo desígnio do seu coração; 6 então, se arrependeu o SENHOR de ter feito o homem na terra, e isso lhe pesou no coração. 7 Disse o SENHOR: Farei desaparecer da face da terra o homem que criei, o homem e o animal, os répteis e as aves dos céus; porque me arrependo de os haver feito. 8 Porém Noé achou graça diante do SENHOR.” (Gênesis 6:5-8 ARA)2.

“A História do Dilúvio é um exemplo de que Deus Se entristece por causa da maldade humana e permite que os pecadores colham as consequência da transgressão.”1

“A história do Dilúvio é um exemplo da retribuição divina pelo pecado. Porém, até mesmo nessa história é revelada a ideia de graça, conforme notamos em Gênesis 6:8. Ellen G. White também escreveu sobre o fato de que ‘cada pancada [de martelo] desferida sobre a arca pregava para o povo’ (História da Redenção, p. 63).”1

“5. Como a difusão do mal e a ideia do juízo retributivo é vista em Gênesis 13:13, 18:20-32 e 19:24, 25 Relacione as colunas:”1

Ora, os homens de Sodoma eram maus e grandes pecadores contra o SENHOR.” (Gênesis 13:13 ARA)2.

“20 Disse mais o SENHOR: Com efeito, o clamor de Sodoma e Gomorra tem-se multiplicado, e o seu pecado se tem agravado muito. 21 Descerei e verei se, de fato, o que têm praticado corresponde a esse clamor que é vindo até mim; e, se assim não é, sabê-lo-ei. 22 Então, partiram dali aqueles homens e foram para Sodoma; porém Abraão permaneceu ainda na presença do SENHOR. 23 E, aproximando-se a ele, disse: Destruirás o justo com o ímpio? 24 Se houver, porventura, cinqüenta justos na cidade, destruirás ainda assim e não pouparás o lugar por amor dos cinqüenta justos que nela se encontram? 25 Longe de ti o fazeres tal coisa, matares o justo com o ímpio, como se o justo fosse igual ao ímpio; longe de ti. Não fará justiça o Juiz de toda a terra? 26 Então, disse o SENHOR: Se eu achar em Sodoma cinqüenta justos dentro da cidade, pouparei a cidade toda por amor deles. 27 Disse mais Abraão: Eis que me atrevo a falar ao Senhor, eu que sou pó e cinza. 28 Na hipótese de faltarem cinco para cinqüenta justos, destruirás por isso toda a cidade? Ele respondeu: Não a destruirei se eu achar ali quarenta e cinco. 29 Disse-lhe ainda mais Abraão: E se, porventura, houver ali quarenta? Respondeu: Não o farei por amor dos quarenta. 30 Insistiu: Não se ire o Senhor, falarei ainda: Se houver, porventura, ali trinta? Respondeu o SENHOR: Não o farei se eu encontrar ali trinta. 31 Continuou Abraão: Eis que me atrevi a falar ao Senhor: Se, porventura, houver ali vinte? Respondeu o SENHOR: Não a destruirei por amor dos vinte. 32 Disse ainda Abraão: Não se ire o Senhor, se lhe falo somente mais esta vez: Se, porventura, houver ali dez? Respondeu o SENHOR: Não a destruirei por amor dos dez.” (Gênesis 18:20-32 ARA)2.

“24 Então, fez o SENHOR chover enxofre e fogo, da parte do SENHOR, sobre Sodoma e Gomorra. 25 E subverteu aquelas cidades, e toda a campina, e todos os moradores das cidades, e o que nascia na terra.” (Genesis 19:24-25 ARA)2.

A. Gn 13:13

B. Gn 18:20-32

C. Gn 19:24, 25

1. (   ) Na destruição de Sodoma e Gomorra com fogo e enxofre.

2. (   ) Na maldade dos homens de Sodoma.

3. (   ) No agravamento dos pecados de Sodoma e Gomorra.

Resposta: A = 2; B =3; C= 1.

“Não importa se Elifaz, Bildade e Zofar conheciam bem essas histórias bíblicas, o fato é que elas revelam a realidade do juízo divino sobre o mal. Deus não estava simplesmente abandonando os pecadores aos seus pecados e deixando que o próprio pecado os destruísse. Assim como no Dilúvio, Deus foi o agente direto do castigo dos ímpios de Sodoma e Gomorra. Ali, Deus atuou como juiz e destruidor da impiedade e do mal.”1

“Por mais que desejemos (e devamos) nos concentrar no divino caráter de amor, graça e perdão, por que não devemos nos esquecer da realidade da Sua justiça? Pense em todo o mal que ainda está impune. O que isso nos diz sobre a necessidade da retribuição divina, não importando quando ou como ela venha?”1

Terça-feira, 08 de novembro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O livro de Jó. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 486, Out. Nov. Dez. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Nota: As ofertas apresentadas em forma de anúncios junto de nossas publicações são de responsabilidade da plataforma de hospedagem deste blog. Isso ocorre por termos optado pela modalidade de hospedagem gratuita.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s