Maldição sem causa? – Estudo adicional

Lições da Bíblia

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

 

Estudo adicional

“Como vimos, não é que Elifaz não tivesse compaixão de Jó; é que simplesmente ela ficou em segundo plano, pois ele via como sua maior necessidade defender o caráter de Deus. Afinal de contas, Jó estava sofrendo muito, e Deus é justo. Portanto, Jó devia ter feito algo para merecer o que havia acontecido com ele. Elifaz concluiu que essa seria a essência da justiça de Deus. Portanto, Jó estava errado em sua queixa.”1

“É evidente que Deus é justo. Mas isso não significa automaticamente que veremos a manifestação de Sua justiça em tudo que ocorre neste mundo caído. A verdade é que muitas vezes isso não acontece. A justiça e o juízo virão, mas não necessariamente agora (Ap 20:12). Parte do que significa viver pela fé é confiar em Deus, crendo que a justiça tão escassa hoje será revelada e manifestada um dia.”1

“O que vemos com Elifaz também aparece na atitude de alguns escribas e fariseus para com Jesus. Aqueles homens estavam tão presos ao seu desejo de ser ‘fiéis’ e religiosos, que sua ira por causa das curas que o Senhor realizava no dia de sábado (Mt 12) superou a alegria que eles deveriam ter sentido, pois o enfermo havia sido curado, e o sofredor, aliviado. Por mais específicas que tenham sido as palavras de Cristo no texto a seguir, elas têm um princípio que nós, que amamos a Deus e somos zelosos por Ele, devemos sempre nos lembrar: ‘Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e tendes negligenciado os preceitos mais importantes da Lei: a justiça, a misericórdia e a fé; devíeis, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas’ (Mt 23:23).”

Perguntas para reflexão

“1. Como podemos saber quando uma pessoa precisa de compaixão e solidariedade, e quando ela precisa de um sermão ou talvez até de uma repreensão? Por que muitas vezes seria melhor escolher o lado da compaixão e solidariedade ao lidar com os que sofrem, mesmo que seja por causa de seus próprios pecados e erros?”1

“2. Leia novamente o que Elifaz disse a Jó nos capítulos 4 e 5. Em que situação essas palavras teriam sido mais apropriadas do que foram naquele momento?”1

“3. Suponha que você fosse um amigo de Jó e fosse vê-lo enquanto ele estivesse sentado no monte de cinzas. O que você teria dito para ele? Por quê? Se você estivesse no lugar de Jó, o que gostaria que as pessoas lhe dissessem?”1

Sexta-feira, 04 de novembro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O livro de Jó. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 486, Out. Nov. Dez. 2016. Adulto, Professor.

Nota: As ofertas apresentadas em forma de anúncios junto de nossas publicações são de responsabilidade da plataforma de hospedagem deste blog. Isso ocorre por termos optado pela modalidade de hospedagem gratuita.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s