Um rio que flui

Lições da Bíblia

“3. Leia Ezequiel 47:1-8. O que estava acontecendo com o templo que Ezequiel contemplou em visão?”1

“1 Depois disto, o homem me fez voltar à entrada do templo, e eis que saíam águas de debaixo do limiar do templo, para o oriente; porque a face da casa dava para o oriente, e as águas vinham de baixo, do lado direito da casa, do lado sul do altar. 2 Ele me levou pela porta do norte e me fez dar uma volta por fora, até à porta exterior, que olha para o oriente; e eis que corriam as águas ao lado direito. 3 Saiu aquele homem para o oriente, tendo na mão um cordel de medir; mediu mil côvados e me fez passar pelas águas, águas que me davam pelos tornozelos. 4 Mediu mais mil e me fez passar pelas águas, águas que me davam pelos joelhos; mediu mais mil e me fez passar pelas águas, águas que me davam pelos lombos. 5 Mediu ainda outros mil, e era já um rio que eu não podia atravessar, porque as águas tinham crescido, águas que se deviam passar a nado, rio pelo qual não se podia passar. 6 E me disse: Viste isto, filho do homem? Então, me levou e me tornou a trazer à margem do rio. 7 Tendo eu voltado, eis que à margem do rio havia grande abundância de árvores, de um e de outro lado. 8 Então, me disse: Estas águas saem para a região oriental, e descem à campina, e entram no mar Morto, cujas águas ficarão saudáveis.” (Ezequiel 47:1-8 ARA)2.

Abaixo da porta do templo saíam águas para o oriente. As águas cresceram em profundidade e se tornaram um rio que trazia vida por onde passava, tornando saudável até o mar Morto.1 

“Parecia estar vazando água do templo. Alguém poderia pensar: Será que quebrou algum cano? O que aconteceu? No caso em questão, o vazamento foi uma coisa boa.”1

“Aquela água que vazava do templo estava indo ‘para o oriente’. Ao oriente de Jerusalém fica o mar Salgado (também conhecido como Mar Morto), o ajuntamento de águas mais baixo da Terra. Entre Jerusalém e o mar Morto há aproximadamente 34 km de uma área em grande parte desértica, que inclui a Arabá, também conhecida como a depressão do Jordão e do Mar Morto. Esse mar é tão salgado que nada consegue viver ali.”1

“Contudo, quando a água que saía do templo chegasse lá, as águas mortas do mar ficariam ‘saudáveis’. Isso pode ser entendido simbolicamente como a igreja de Deus, o templo (1Pe 2:4, 5), alcançando as pessoas e sendo uma fonte de saúde e cura para os mortos em delitos e pecados.”

“4. Leia Mateus 5:16. De que maneira devemos representar Jesus ao mundo?”1

Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.”(Mateus 5:16 ARA)2.

Nossa luz deve brilhar diante dos homens, por meio de boas obras que glorifiquem o Pai celestial e sejam uma bênção à comunidade.1

“O rio Zambezi, em Zâmbia, na África, começa como um riacho raso que sai de baixo de uma árvore. À medida que corre em direção às Cataratas Vitória (Victoria Falls), deixa de ser um riacho que bate na altura do tornozelo e alcança a altura do joelho. Mais adiante atinge a altura da cintura e então se transforma num rio profundo o suficiente para que se possa nadar nele. Da mesma forma, embora fosse pequeno no início, o rio que saía do templo aumentou em força e impacto, e se tornou um rio ‘que só se podia atravessar a nado; era um rio que não se podia atravessar andando’ (Ez 47:5, NVI).”1

“A influência curadora de sua igreja pode começar pequena, mas pode crescer até transformar sua comunidade! ‘Foi-me mostrada nossa obra no seu começo, como um pequeno, bem pequeno regato’ (Ellen G. White, Testemunhos para a Igreja, v. 7, p. 171).”1

“Luz e água: ambas são figuras de linguagem usadas para falar sobre o que Deus pode fazer por nosso intermédio para ajudar os outros. Como podemos nos tornar melhores canais de atendimento aos necessitados?”1

Segunda-feira, 18 de julho de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O papel da igreja na comunidade. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 485, Jul. Ago. Set. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s