Inimizade e expiação

Lições da Bíblia

“3. Leia Gênesis 3:14, 15. O que Deus quis dizer quando declarou a Satanás: ‘Porei inimizade entre você e a mulher, entre a sua descendência e o descendente dela’ (Gn 3:15, NVI)? Que esperança podemos encontrar nessa passagem?”1

“14 Então, o SENHOR Deus disse à serpente: Visto que isso fizeste, maldita és entre todos os animais domésticos e o és entre todos os animais selváticos; rastejarás sobre o teu ventre e comerás pó todos os dias da tua vida. 15 Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.” (Gênnesis 3:14, 15 ARA)2.

O Espírito de Deus colocaria no coração do Seu povo, representado pela mulher, inimizade contra Satanás, representado pela serpente; o ponto alto dessa hostilidade ocorreria na batalha entre a descendência da serpente, seguidores de Satanás, e o descendente da mulher, Jesus Cristo. Na cruz, Jesus venceu o diabo. Isso traz a nós também a esperança de vitória sobre o mal.1

“Em hebraico, a palavra ‘inimizade’ tem a mesma raiz das palavras ódio e inimigo. Ao comer da árvore do conhecimento do bem e do mal, o casal se colocou em inimizade para com Deus e, em consequência, toda a humanidade também (ver Rm 5:10 [‘Porque, se nós, quando inimigos, fomos reconciliados com Deus mediante a morte do seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida;’]2; Cl 1:21 [‘E a vós outros também que, outrora, éreis estranhos e inimigos no entendimento pelas vossas obras malignas,’]2; Tg 4:4 [‘Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.’]2). A promessa divina implica que Deus colocaria em ação Seu plano para atrair os seres humanos de volta a Ele, transferindo assim a inimizade deles para Satanás. Dessa forma, ao promover inimizade contra Satanás no coração das pessoas, Deus estabeleceria um meio pelo qual poderia salvar a humanidade sem violar os princípios de Seu governo. Isso é conhecido, no sentido original, como ‘expiação’, ou seja, aquilo que Deus fez e está fazendo para finalmente restaurar o que foi perdido na queda.”1

“4. O que os textos seguintes revelam sobre a expiação? Lv 1:3, 4; 1Co 5:7; 1Jo 1:91

“3 Se a sua oferta for holocausto de gado, trará macho sem defeito; à porta da tenda da congregação o trará, para que o homem seja aceito perante o SENHOR. 4 E porá a mão sobre a cabeça do holocausto, para que seja aceito a favor dele, para a sua expiação.” (Levíticos 1:3, 4 ARA)2.

Lançai fora o velho fermento, para que sejais nova massa, como sois, de fato, sem fermento. Pois também Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi imolado.” 1 Corintios 5:7 ARA)2.

Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” (1 João 1:9 ARA)2.

A expiação exigia a oferta de um animal sem defeito. Cristo foi sacrificado para tirar de nossa vida o poder do fermento do pecado. Para receber o perdão, é preciso confessar os pecados.1

Às vezes, os teólogos usam a palavra ‘expiação’ para se referirem ao modo pelo qual essa expiação funciona. A raiz latina expiare significa ‘redimir’, e a ideia envolve reparação de um ato errado. Alguém fez algo errado, transgrediu a lei, e a justiça exige uma penalidade a ser paga pelo erro. Em português, às vezes se diz que uma pessoa tem ‘uma dívida para com a sociedade’ pelo que ela fez.”1

“Apesar dos nossos pecados, no plano da salvação, a expiação, ou seja, a morte sacrifical de Cristo, nos liberta das consequências legais desse erro. O próprio Cristo pagou a penalidade por nós. A punição legal devia ter sido aplicada a nós, pois o governo de Deus tem leis. No entanto, ela foi aplicada a Jesus. Dessa forma, as exigências da justiça foram satisfeitas, mas na pessoa de Jesus, não em nós. Embora sejamos pecadores, embora tenhamos errado, somos perdoados e justificados aos Seus olhos. Esse é o passo decisivo e fundamental na ‘restauração de todas as coisas’ (At 3:21).”1

Terça-feira, 28 de junho de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O papel da igreja na comunidade. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 485, Jul. Ago. Set. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s