Judas vende a alma

Lições da Bíblia

“Como é triste a história de Judas! Se ele tivesse morrido antes de sua última viagem a Jerusalém, talvez estivesse entre os heróis mais venerados da história sagrada. Os edifícios de igrejas talvez recebessem seu nome. Mas, em vez disso, seu nome está ligado para sempre à traição e à deslealdade.”1

“5. Leia João 6:70 e Lucas 22:3. Como essas passagens ajudam a explicar os atos de Judas?”1

Replicou-lhes Jesus: Não vos escolhi eu em número de doze? Contudo, um de vós é diabo.” (João 6:70 ARA)2.

Ora, Satanás entrou em Judas, chamado Iscariotes, que era um dos doze.” (Lucas 22:3 ARA)2.

Judas não recebeu Cristo em seu coração. Em vez disso, suas escolhas permitiram que o diabo tomasse posse de sua vida, até que seu caráter ficou semelhante ao do diabo.1

“É claro que culpar Satanás pelo que Judas fez está certo, mas levanta uma pergunta: O que, na pessoa de Judas, permitiu que o diabo o levasse a tal ato de traição? Afinal de contas, até foi dito que Satanás queria Pedro também (ver Lc 22:31[‘Simão, Simão, eis que Satanás vos reclamou para vos peneirar como trigo!’]). A diferença, contudo, deve estar no fato de que Judas se recusou a se entregar totalmente ao Senhor. Ele deve ter se apegado a algum pecado, algum defeito de caráter que permitiu que Satanás entrasse e o levasse a trair Jesus. Vemos, nessa história, mais uma vez, outra poderosa consequência do livre-arbítrio.”1

“6. Leia Mateus 26:47-50. Que lições devemos tirar da triste história de Judas?”1

“47 Falava ele ainda, e eis que chegou Judas, um dos doze, e, com ele, grande turba com espadas e porretes, vinda da parte dos principais sacerdotes e dos anciãos do povo. 48 Ora, o traidor lhes tinha dado este sinal: Aquele a quem eu beijar, é esse; prendei-o. 49 E logo, aproximando-se de Jesus, lhe disse: Salve, Mestre! E o beijou. 50 Jesus, porém, lhe disse: Amigo, para que vieste? Nisto, aproximando-se eles, deitaram as mãos em Jesus e o prenderam.” (Mateus 26:47-50 ARA)2.

Mesmo convivendo com Jesus, tendo uma experiência com Ele, vendo Seus milagres e trabalhando em Sua obra, podemos traí-Lo e deixá-Lo triste. O envolvimento com os inimigos de Jesus pode nos trazer a ilusão de vantagens políticas e financeiras, mas no fim o que resta é a amarga derrota e a morte. Não devemos nos unir com líderes que se colocam contra Jesus. Judas tentou obter as vantagens de Cristo e do mundo, mas acabou perdendo tudo. É possível chamar Jesus de Mestre e até beijá-Lo, enquanto O traímos.1

“Em Mateus 26:47-50 vemos Judas guiando um destacamento de soldados (cerca de 600 homens), além dos principais sacerdotes e anciãos. Que tremendo momento de poder para Judas! Quando tem algo que as pessoas realmente desejam, você possui um tremendo poder, como foi o caso de Judas naquela ocasião. Isso vai bem, pelo menos enquanto você tem o que elas desejam. Mas se elas se importam com você somente por causa do que tem, depois que elas obtêm o que querem, passam a não mais precisar de você. Assim, dentro de algumas horas Judas ficou sozinho e sem nada.”1

“Outra importante lição se concentra naquilo pelo que Judas perdeu a alma. Trinta moedas de prata? Hoje, essa soma equivaleria ao salário de um a quatro meses, dependendo do tipo de moeda de prata à qual o texto se refere. Mesmo que o valor fosse dez ou cem vezes essa quantia, veja o que lhe custou! E, como a história mostra, até o dinheiro ele perdeu. Não chegou a desfrutar nada dele. Em vez disso, lançou-o aos pés dos que lhe haviam pago. Esse é um poderoso exemplo de como, no fim das contas, qualquer coisa que nos desvie de Jesus, que faça com que percamos a alma, é tão inútil quanto foi aquele dinheiro para Judas. Ele estava tão perto da vida eterna; contudo, escolheu jogá-la fora por nada!”1

Quarta-feira, 15 de junho de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O Evangelho de Mateus. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 485, Abr. Mai. Jun. 2016. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s