“Maldito o dia em que nasci!”

Lições da Bíblia

“Até os mais severos críticos da Bíblia teriam admitido um importante ponto: a Bíblia não esconde as imperfeições e fraquezas humanas. Com exceção do imaculado Filho de Deus, que não tinha pecado, a Bíblia expõe fraquezas e falhas da maioria dos personagens bíblicos que têm a vida apresentada em detalhes. Isso é válido até para os profetas. Como foi declarado anteriormente, o Deus a quem esses profetas serviam é perfeito, ao contrário dos profetas que O serviam. Eles, como todos nós, eram pecadores e necessitavam que a justiça de Cristo lhes fosse creditada pela fé (Rm 3:22). Todas as pessoas que viveram no período entre Noé e Pedro foram criaturas prejudicadas pelo pecado. Sua única esperança era, como diz Ellen G. White, ir perante o Senhor e dizer: ‘Não tenho nenhum mérito nem virtude pelos quais eu possa reivindicar a salvação, mas apresento diante de Deus o sangue totalmente expiatório do imaculado Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. Essa é a minha única reivindicação. O nome de Jesus me dá acesso ao Pai. Seu ouvido, Seu coração, estão abertos à minha mais débil súplica, e Ele supre minhas mais profundas necessidades’ (Fé e Obras, p. 106).”1

“5. Leia Jeremias 20:14-18. Qual era o estado de espírito do profeta devido à sua situação pessoal?”1 “14 Maldito o dia em que nasci! Não seja bendito o dia em que me deu à luz minha mãe! 15 Maldito o homem que deu as novas a meu pai, dizendo: Nasceu-te um filho!, alegrando-o com isso grandemente. 16 Seja esse homem como as cidades que o SENHOR, sem ter compaixão, destruiu; ouça ele clamor pela manhã e ao meio-dia, alarido. 17 Por que não me matou Deus no ventre materno? Por que minha mãe não foi minha sepultura? Ou não permaneceu grávida perpetuamente? 18 Por que saí do ventre materno tão-somente para ver trabalho e tristeza e para que se consumam de vergonha os meus dias?” (Jeremias 20:14-18 ARA)2. “O profeta estava deprimido. Amaldiçoou o dia do seu nascimento e desejou não ter nascido, para não precisar passar pelo sofrimento que estava passando.1

“As palavras dele nos fazem lembrar as declarações de Jó, cuja situação era muito pior que a de Jeremias (ver Jó 3). Embora Jeremias tivesse certeza de que estava fazendo a vontade de Deus e a segurança de que o Senhor estava com ele, a dor de sua situação o consumia. Independentemente de sua compreensão espiritual do que era a verdade, naquele momento ela estava anuviada por suas próprias tristezas.”1

“Às vezes, é possível que muitos se encontrem numa situação semelhante: talvez conheçam intelectualmente todas as promessas de Deus, mas estão tão oprimidos pela tristeza e dor que essas promessas são empurradas para trás, e eles só conseguem se concentrar em seu sofrimento imediato. Essa é uma reação compreensível; não significa que seja correta, mas é compreensível. Mais uma vez, o que vemos aqui é a manifestação da natureza humana de Jeremias, que é semelhante à nossa.”1

“Você já se sentiu em situação como a de Jeremias citada acima? O que você aprendeu com essa experiência que pode ajudá-lo a se sair melhor na próxima vez em que se sentir assim?”1

Quarta-feira, 28 outubro de 2015 . Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Jeremias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 482, Out. Nov. Dez. 2015. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s