Os gregos e os judeus

Lições da Bíblia

1. Leia 1 Coríntios 1:22-24. Quais são as diferentes maneiras pelas quais as pessoas se relacionam com a verdade? O que podemos aprender nesse texto que nos ajuda em nosso testemunho a diferentes grupos de pessoas?1 “22 Porque tanto os judeus pedem sinais, como os gregos buscam sabedoria; 23 mas nós pregamos a Cristo crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os gentios; 24 mas para os que foram chamados, tanto judeus como gregos, pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus.” (1 Coríntios 1:22-24 ARA)2. “A verdade da cruz era escândalo para judeus, que buscavam sinais, e loucura para os gregos, que buscavam sabedoria. Para os crentes, a cruz era o poder e a sabedoria de Deus. A cultura influencia em nossa reação à verdade. Devemos adaptar nossa apresentação do evangelho às diversas culturas, mas Cristo deve ser o centro de nossa mensagem.1

“No êxodo do Egito, quando os israelitas foram libertos da escravidão, Deus realizou notáveis sinais de cuidado providencial em favor deles. As gerações posteriores desenvolveram a expectativa de que qualquer novo mensageiro enviado por Deus devia se fazer conhecido por sinais, maravilhas e milagres. Em contraste com isso, e em harmonia com sua herança filosófica e científica, os gregos buscavam para a crença uma base racional, que satisfizesse as exigências da sabedoria humana.”1

“Paulo não descartou a herança cultural e espiritual dos povos que procurava alcançar, mas a usou como ponto de entrada para proclamar o Cristo crucificado. Aqueles que desejavam sinais os encontravam na vida e ministério de Jesus e da igreja primitiva. Os que desejavam perfeição e racionalidade lógicas os encontravam nos argumentos de Paulo a respeito da mensagem do evangelho. Ambos os tipos de pessoas, em última análise, tinham apenas uma necessidade, que era conhecer o Cristo ressurreto e ‘o poder da Sua ressurreição’ (Fp 3:10). A maneira pela qual Paulo levava as pessoas a esse conhecimento dependia do público a quem ele estava testemunhando.”1

“Quando Paulo pregava a ouvintes judeus, fundamentava seus sermões na história de Israel, ligando Cristo a Davi e enfatizando as profecias do Antigo Testamento que apontavam para Cristo e que prediziam Sua crucifixão e ressurreição (At 13:16-41). Isto é, ele começava com o que era familiar para eles, com o que eles reverenciavam e acreditavam, e, partindo desse ponto, procurava levá-los a Cristo.”1

“Para os gentios, a mensagem de Paulo incluía Deus como Criador, Sustentador e Juiz; a entrada do pecado no mundo, a salvação por meio de Jesus Cristo (At 14:15-17; 17:22-31). Paulo tinha que trabalhar com essas pessoas com base em um ponto de partida diferente do que usava para os judeus (ou para os gentios que acreditavam na fé judaica). Porém, nesse caso seu objetivo também era levá-los a Jesus.”1

“Pense sobre sua fé. Em que ela se fundamenta? Que boas razões você tem para sua crença? Suas razões são diferentes das de outras pessoas? Por que é importante reconhecer essas diferenças?”1

Domingo, 13 setembro de 2015 . Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Missionários. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 481, Jul. Ago. Set. 2015. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s