Com Ele ou contra Ele

Lições da Bíblia

“Por tudo o mais que ela envolve, a cruz é também o grande divisor da História: o divisor entre fé e incredulidade, entre traição e aceitação, e entre vida eterna e morte. Não há meio-termo para nenhum ser humano no que diz respeito à cruz. No fim das contas, ou estamos de um lado ou do outro. ‘Quem não é por Mim é contra Mim; e quem comigo não ajunta espalha’ (Mt 12:30). Essas são palavras fortes, e podem nos deixar pouco à vontade, mas Jesus está simplesmente expressando a realidade e o que a verdade implica para aqueles que estão envolvidos no grande conflito. Ou estamos com Jesus ou com Satanás.”1

“É radical mesmo!”1

3. Como as seguintes pessoas estão relacionadas a Jesus, e que lições podemos aprender do exemplo delas que possam nos ajudar em nosso próprio relacionamento com Deus e em nossa maneira de nos relacionarmos com a cruz?1

Os membros do sinédrio (Lc 22:53). Que erros essas pessoas cometeram? Por que os cometeram? Com relação ao conceito que tinham de Jesus, como podemos nos precaver para não cometer o mesmo erro?”1 Diariamente, estando eu convosco no templo, não pusestes as mãos sobre mim. Esta, porém, é a vossa hora e o poder das trevas.” (Lucas 22:53 ARA)2. “Os membros do Sinédrio: ouviram Cristo muitas vezes ensinando no templo, mas endureceram o coração contra Ele até que tramaram Sua morte e, por fim, conseguiram concretizá-la. Podemos nos precaver contra isso não endurecendo o coração contra Cristo.1

Pilatos (Lc 23:1-7, 13-25). O que levou Pilatos a dizer: ‘Não acho nEle crime algum’ (Jo 19:4) e, ao mesmo tempo, sentenciá-Lo a ser crucificado? O que podemos aprender com seu erro quando deixou de fazer o que sabia ser o certo?”1 “1 Levantando-se toda a assembléia, levaram Jesus a Pilatos. 2 E ali passaram a acusá-lo, dizendo: Encontramos este homem pervertendo a nossa nação, vedando pagar tributo a César e afirmando ser ele o Cristo, o Rei. 3 Então, lhe perguntou Pilatos: És tu o rei dos judeus? Respondeu Jesus: Tu o dizes. 4 Disse Pilatos aos principais sacerdotes e às multidões: Não vejo neste homem crime algum. 5 Insistiam, porém, cada vez mais, dizendo: Ele alvoroça o povo, ensinando por toda a Judéia, desde a Galiléia, onde começou, até aqui. 6 Tendo Pilatos ouvido isto, perguntou se aquele homem era galileu. 7 Ao saber que era da jurisdição de Herodes, estando este, naqueles dias, em Jerusalém, lho remeteu. […] 13 Então, reunindo Pilatos os principais sacerdotes, as autoridades e o povo, 14 disse-lhes: Apresentastes-me este homem como agitador do povo; mas, tendo-o interrogado na vossa presença, nada verifiquei contra ele dos crimes de que o acusais. 15 Nem tampouco Herodes, pois no-lo tornou a enviar. É, pois, claro que nada contra ele se verificou digno de morte. 16 Portanto, após castigá-lo, soltá-lo-ei. 17 [E era-lhe forçoso soltar-lhes um detento por ocasião da festa.] 18 Toda a multidão, porém, gritava: Fora com este! Solta-nos Barrabás! 19 Barrabás estava no cárcere por causa de uma sedição na cidade e também por homicídio. 20 Desejando Pilatos soltar a Jesus, insistiu ainda. 21 Eles, porém, mais gritavam: Crucifica-o! Crucifica-o! 22 Então, pela terceira vez, lhes perguntou: Que mal fez este? De fato, nada achei contra ele para condená-lo à morte; portanto, depois de o castigar, soltá-lo-ei. 23 Mas eles instavam com grandes gritos, pedindo que fosse crucificado. E o seu clamor prevaleceu. 24 Então, Pilatos decidiu atender-lhes o pedido. 25 Soltou aquele que estava encarcerado por causa da sedição e do homicídio, a quem eles pediam; e, quanto a Jesus, entregou-o à vontade deles.” (Lucas 23:1-7, 13-25 ARA)2. “Pilatos: viu que não podia libertar Jesus e ao mesmo tempo conservar sua posição e honra. O que podemos aprender com seu erro é que todos os que transigem com o pecado conseguirão só tristeza e ruína.1

“Herodes (Lc 23:6-12). Qual foi o grande erro de Herodes, e o que podemos aprender desse erro?”1 “6 Tendo Pilatos ouvido isto, perguntou se aquele homem era galileu. 7 Ao saber que era da jurisdição de Herodes, estando este, naqueles dias, em Jerusalém, lho remeteu. 8 Herodes, vendo a Jesus, sobremaneira se alegrou, pois havia muito queria vê-lo, por ter ouvido falar a seu respeito; esperava também vê-lo fazer algum sinal. 9 E de muitos modos o interrogava; Jesus, porém, nada lhe respondia. 10 Os principais sacerdotes e os escribas ali presentes o acusavam com grande veemência. 11 Mas Herodes, juntamente com os da sua guarda, tratou-o com desprezo, e, escarnecendo dele, fê-lo vestir-se de um manto aparatoso, e o devolveu a Pilatos. 12 Naquele mesmo dia, Herodes e Pilatos se reconciliaram, pois, antes, viviam inimizados um com o outro.” (Lucas 23:6-12 ARA)2. “Herodes: rejeitou a verdade que lhe tinha sido anunciada por João Batista, endureceu o coração e se tornou tão insensível que rejeitou a Cristo. O que podemos aprender é que é perigoso resistir à verdade, pois isso leva à insensibilidade espiritual.”1

Os dois ladrões (Lc 23:39-43). Dois pecadores olham para a mesma cruz e têm duas reações diferentes. Como essa cena revela o aspecto alternativo da salvação, isto é, ou estamos de um lado do grande conflito ou do outro?”1 “39 Um dos malfeitores crucificados blasfemava contra ele, dizendo: Não és tu o Cristo? Salva-te a ti mesmo e a nós também. 40 Respondendo-lhe, porém, o outro, repreendeu-o, dizendo: Nem ao menos temes a Deus, estando sob igual sentença? 41 Nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o castigo que os nossos atos merecem; mas este nenhum mal fez. 42 E acrescentou: Jesus, lembra-te de mim quando vieres no teu reino. 43 Jesus lhe respondeu: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso.”(Lucas 23:39-43 ARA)2. “Os dois ladrões: o fato de que os dois ladrões tiveram a mesma oportunidade de salvação, mas apresentaram reações diferentes, mostra que temos o livre-arbítrio para escolher o lado em que queremos ficar no grande conflito.1

Terça-feira, 23 de junho de 2015 . Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. O evangelho de Lucas. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 480, Abr. Mai. Jun. 2015. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s