Pescadores de homens

Lições da Bíblia

“Simão e André haviam labutado a noite toda. Pescadores experientes, conheciam a arte de pescar e sabiam quando parar. O trabalho da noite toda não havia rendido nada. Em meio ao desapontamento, veio uma ordem inesperada: ‘Faze-­te ao largo, e lançai as vossas redes para pescar’ (Lc 5:4). A resposta de Simão foi de desânimo e de angústia: ‘Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos, mas sob a Tua palavra lançarei as redes.’ (v. 5).”1

“Quem é esse carpinteiro que está dando conselhos sobre pesca a um pescador? Simão poderia ter rejeitado o conselho, mas seria possível que a pregação consoladora e autêntica de Jesus, feita anteriormente, tivesse algum efeito? Portanto, ele deu a resposta: ‘Mas, sob a Tua palavra.’”1

“Assim, temos a primeira lição do discipulado: obediência à Palavra de Cristo. André, João e Tiago também logo aprenderam que a noite longa e infrutífera havia dado lugar a uma aurora brilhante e surpreendente, em que grande quantidade de peixes foi apanhada. Imediatamente, Pedro caiu de joelhos e exclamou: ‘Senhor, retira-Te de mim, porque sou pecador’ (v. 8). O reconhecimento da santidade de Deus e da própria pecaminosidade é outro passo essencial no chamado para o discipulado. Assim como Isaías (Is 6:5), Pedro deu esse passo.”1

“1. Leia Lucas 5:1-11, Mateus 4:18-22 e Marcos 1:16-20. Considere o milagre, o espanto dos pescadores, a confissão de Pedro e a autoridade de Jesus. O que cada um desses relatos diz sobre a senda do discipulado?”1 “1 Aconteceu que, ao apertá-lo a multidão para ouvir a palavra de Deus, estava ele junto ao lago de Genesaré; 2 e viu dois barcos junto à praia do lago; mas os pescadores, havendo desembarcado, lavavam as redes. 3 Entrando em um dos barcos, que era o de Simão, pediu-lhe que o afastasse um pouco da praia; e, assentando-se, ensinava do barco as multidões. 4 Quando acabou de falar, disse a Simão: Faze-te ao largo, e lançai as vossas redes para pescar. 5 Respondeu-lhe Simão: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos, mas sob a tua palavra lançarei as redes. 6 Isto fazendo, apanharam grande quantidade de peixes; e rompiam-se-lhes as redes. 7 Então, fizeram sinais aos companheiros do outro barco, para que fossem ajudá-los. E foram e encheram ambos os barcos, a ponto de quase irem a pique. 8 Vendo isto, Simão Pedro prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: Senhor, retira-te de mim, porque sou pecador. 9 Pois, à vista da pesca que fizeram, a admiração se apoderou dele e de todos os seus companheiros, 10 bem como de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram seus sócios. Disse Jesus a Simão: Não temas; doravante serás pescador de homens. 11 E, arrastando eles os barcos sobre a praia, deixando tudo, o seguiram.” (Lucas 5:1-11 ARA)2; “18 Caminhando junto ao mar da Galiléia, viu dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, que lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores. 19 E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens. 20 Então, eles deixaram imediatamente as redes e o seguiram. 21 Passando adiante, viu outros dois irmãos, Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, que estavam no barco em companhia de seu pai, consertando as redes; e chamou-os. 22 Então, eles, no mesmo instante, deixando o barco e seu pai, o seguiram.” (Mateus 4:18-22 ARA)2. “16 Caminhando junto ao mar da Galiléia, viu os irmãos Simão e André, que lançavam a rede ao mar, porque eram pescadores. 17 Disse-lhes Jesus: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens. 18 Então, eles deixaram imediatamente as redes e o seguiram. 19 Pouco mais adiante, viu Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, que estavam no barco consertando as redes. 20 E logo os chamou. Deixando eles no barco a seu pai Zebedeu com os empregados, seguiram após Jesus.” (Marcos 1:16-20 ARA)2. “O discípulo precisa deixar tudo para seguir a Cristo, precisa sentir sua própria pecaminosidade e sua incapacidade para a tarefa, precisa confiar em Cristo quantos aos futuros resultados de sua decisão e saber que nunca estará sozinho.1

“‘Não temas; doravante serás pescador de homens’ (Lc 5:10). A transição de pescadores comuns para pescadores de homens é extraordinária: requer absoluta entrega ao Mestre, reconhecimento da própria incapacidade e pecaminosidade, o estender a mão a Cristo, pela fé, em busca de forças para trilhar a solitária e desconhecida senda do discipulado e contínua confiança em Cristo e somente nEle.”1

“A vida de um pescador é incerta e perigosa, na luta contra ondas cruéis, na insegurança de uma renda incerta. A vida de um pescador de homens não é diferente, mas o Senhor promete: ‘Não temas.’ O discipulado não é um caminho fácil; tem seus altos e baixos, suas alegrias e desafios, mas um discípulo não é chamado a andar sozinho. Aquele que disse: ‘Não temasestá ao lado do discípulo fiel.”1

“Leia novamente a confissão de Pedro sobre o fato de ser um pecador. Note como sua pecaminosidade o levou a querer separar-se de Jesus. O que há no pecado que faz isso conosco, isto é, que nos afasta para longe de Deus?”1

Domingo, 19 de abril de 2015 . Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. O evangelho de Lucas. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 480, Abr. Mai. Jun. 2015. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s