Adorem o Criador

Lições da Bíblia.

“O centro do livro do Apocalipse é a adoração. Enquanto o dragão, a besta do mar e a besta da terra (muitas vezes chamados de ‘falsa trindade’) juntam forças para unir o mundo em torno da adoração a eles mesmos (Ap 13:4, 8, 12, 15; 14:9, 11), Deus chama a humanidade para adorar o Criador (Ap 14:7). Os que não adoram a ‘imagem da besta’ correm o risco de perder a vida temporal (Ap 13:15; leia também Daniel 3), enquanto os que adoram essa imagem perdem a vida eterna (Ap 14:9-11). Que escolha tremenda!”

“5. Leia Apocalipse 14:12. Qual é o papel dos mandamentos de Deus no conflito final?” Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.” (Apocalipse 14:12 RA). “Mostrar ao mundo a verdadeira adoração a Deus; mostrar a perseverança dos santos, que arriscam a vida para obedecer a lei do seu Criador, evidenciando que eles estão do lado da verdade.”

“A adoração está intrinsecamente ligada aos mandamentos de Deus. Apocalipse 13 e 14 estão repletos de alusões a eles: ‘imagem’ (Ap 13:14, 15; 14:9, 11), idolatria (Ap 13:4, 8, 12, 15; 14:9, 11), blasfêmia (Ap 13:1, 5, 6), sábado (Ap 14:7), homicídio (Ap 13:10, 15) e adultério (Ap 14:4, 8). ‘A controvérsia [final] será entre os mandamentos de Deus e os mandamentos dos homens’ (Ellen G. White, Profetas e Reis, p. 188).”

“Desde o surgimento da teoria da evolução, tem sido especialmente importante que defendamos e afirmemos nossa crença em uma criação em seis dias. Esse ensinamento é a base da nossa adoração ao Senhor como Criador. Até mesmo a corrente da evolução que supostamente acredita na Bíblia, arranca do adventismo tudo o que ele representa. Sem a criação, a crença no ‘evangelho eterno’, entre outros ensinamentos (como o sábado), fica seriamente comprometida, e mesmo negada.”

“A expressão que descreve Deus como ‘Aquele que fez o céu, e a Terra, e o mar’ é uma alusão ao mandamento do sábado (Êx 20:11). O sábado é a questão central no conflito sobre os mandamentos de Deus. De uma forma que não acontece com nenhum outro mandamento, o dia designado para adoração é adequado para pôr à prova a lealdade, porque não pode ser deduzido por raciocínio lógico. Nós o guardamos somente porque Deus nos mandou fazer isso. A criação também anda de mãos dadas com o juízo. A expressão ‘fontes das águas’ (Ap 14:7) faz alusão ao Dilúvio (Gn 7:11) e aponta para Deus como o justo juiz do mundo (2Pe 3:5-7).”

“Nada do que cremos faz sentido quando separado do Senhor como Criador, e não há na Bíblia sinal tão claro da capacidade divina de criação quanto o sábado. Você leva a sério o sábado? Como você pode ter uma experiência mais profunda com o Senhor por meio da obediência a esse mandamento?”

Quarta-feira, 11 de dezembro de 2013. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico. Este conteúdo é uma adaptação da LES, veja sua versão original no site da Casa Publicadora Brasileira (CPB).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s