Pensamentos: a raiz do comportamento

Lições da Bíblia.

A Bíblia declara ser importante controlar não só nossas ações e palavras, mas também os pensamentos. Pois, através dos pensamentos se originam os pecados. Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, os adultérios, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Ora, todos estes males vêm de dentro e contaminam o homem.” (Mar. 7:21-23). “O homem bom do bom tesouro do coração tira o bem, e o mau do mau tesouro tira o mal; porque a boca fala do que está cheio o coração.” (Luc. 6:45).

“Pessoas que sofrem de desordens no controle dos impulsos não conseguem resistir ao impulso de roubar, atacar alguém ou jogar. Os clínicos da saúde mental sabem que, frequentemente, esses impulsos são precedidos por certo pensamento (ou cadeia de pensamentos) que leva ao comportamento indesejável.”

“Consequentemente, os pacientes são treinados a identificar esses pensamentos que provocam determinada ação, desviá-los imediatamente e ocupar a mente com outra coisa qualquer. Desse modo, eles obtêm controle sobre os pensamentos e evitam as ações resultantes.”

“Realmente, muitas vezes, os atos pecaminosos são precedidos por pensamentos definidos. (Não é isso que significa tentação?) É dever de todo cristão aprender a identificar, com a ajuda de Deus, os primeiros passos desse processo, porque a alimentação de pensamentos errôneos leva quase inevitavelmente ao pecado.”

Paulo propõe uma alternativa para lidar com o comportamento imoral, ocupar-se das coisas do Espírito. Porque os que se inclinam para a carne cogitam das coisas da carne; mas os que se inclinam para o Espírito, das coisas do Espírito. Porque o pendor da carne dá para a morte, mas o do Espírito, para a vida e paz. Por isso, o pendor da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito à lei de Deus, nem mesmo pode estar. Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus.” (Rom. 8:5-8).

“Paulo mostrou que a mente e o comportamento estão intimamente ligados. A mente cheia do Espírito busca boas ações, e a mente dominada pelo pecado leva a atos pecaminosos. Não é suficiente mudar o comportamento por motivo de conveniência ou para apresentar para o mundo uma aparência justa. O coração (mente) precisa ser transformado, caso contrário os eventuais frutos mostrarão a verdadeira natureza desse coração.”

“Precisamos de um senso constante do poder enobrecedor dos pensamentos puros e da influência prejudicial dos maus pensamentos. Voltemos os pensamentos às coisas santas. Que sejam puros e verdadeiros, pois a única segurança para qualquer pessoa é o pensamento correto” (Ellen G. White, Signs of the Times, 23 de agosto de 1905).

“Suponha que você tivesse que expressar verbalmente a outros os pensamentos que teve nas últimas 24 horas. O que você diria? Você ficaria envergonhado? O que sua resposta lhe diz sobre as mudanças que precisa fazer?”

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina – domingo 30 de janeiro de 2011. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico. Este conteúdo é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress. Para impressão acesse arquivo em PDF

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s