A substituição

Lições da Bíblia1

“O qual entregou a Si mesmo pelos nossos pecados, para nos livrar deste mundo perverso, segundo a vontade de nosso Deus e Pai” (Gl 1:4).

Um dos temas centrais do Novo Testamento é que Jesus morreu como sacrifício pelos pecados do mundo. Essa verdade é o fundamento do plano da salvação. Qualquer teologia que negue a expiação pelo sangue de Cristo nega o coração e a essência do cristianismo. Uma cruz sem sangue não pode salvar ninguém.

4. Medite sobre o texto de hoje e responda a estas perguntas: Jesus Se ofereceu para morrer? Por quem Ele morreu? O que Sua morte efetuou?

Sim, Ele Se entregou voluntariamente, morrendo por todos os pecadores. Sua morte cumpriu os requisitos para a expiação dos pecados. Por Sua morte fomos salvos.

A substituição é o fundamento de todo o plano da salvação. Por causa de nossos pecados, merecemos morrer. Cristo, por amor a nós, “entregou a Si mesmo pelos nossos pecados” (Gl 1:4). Ele sofreu a morte que merecemos. A morte de Cristo como Substituto dos pecadores é a grande verdade da qual nascem todas as outras verdades. Nossa esperança de restauração, liberdade, perdão e vida eterna no paraíso está fundamentada na obra que Jesus realizou, de Se entregar pelos nossos pecados. Sem isso, nossa fé não teria sentido. Poderíamos até mesmo depositar nossa esperança e confiança na estátua de um peixe. Mas a salvação vem somente por meio do sangue de Cristo.

5. Leia Mateus 26:28; Efésios 2:13; Hebreus 9:14 e 1 Pedro 1:19. O que esses textos revelam sobre o sangue? Portanto, que função o sangue desempenha no plano da salvação?

Mateus 26:28 (ARA)2: “porque isto é o meu sangue, o sangue da [nova] aliança, derramado em favor de muitos, para remissão de pecados.”

Efésios 2:13 (ARA)2: “Mas, agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, fostes aproximados pelo sangue de Cristo.”

Hebreus 9:14 (ARA)2: “muito mais o sangue de Cristo, que, pelo Espírito eterno, a si mesmo se ofereceu sem mácula a Deus, purificará a nossa consciência de obras mortas, para servirmos ao Deus vivo!

1 Pedro 1:19 (ARA)2: “mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo,”

“Não é a vontade de Deus que vocês estejam sem confiança, com o coração torturado pelo receio de que Ele não os aceitará por serem pecaminosos e sem préstimo […]. Digam: ‘Sei que sou pecador e essa é a razão por que necessito de um Salvador. Nenhum mérito ou bondade tenho pelos quais possa pretender a salvação, mas apresento diante de Deus o sangue expiatório do imaculado Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. Essa é a minha única defesa’” (Ellen G. White, A Fé Pela Qual Eu Vivo, p. 100 [6 de abril]).

Reescreva essa citação de Ellen G. White, colocando ali seus medos e dor, e reflita sobre o que essas promessas dão a você. Que esperança você tem por causa do sangue da nova aliança?

Terça-feira, 08 de junho de 2021. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. A promessa: a aliança eterna de Deus. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 504, abr. maio. jun. 2021. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.