Uma comunidade de servos – Estudo adicional

Lições da Bíblia

Textos de Ellen G. White: Atos dos Apóstolos, p. 546-556 (“Uma Fiel Testemunha”) e Beneficência Social, p. 81-86 (“Bondade – a Chave Para os Corações”).

“A obra que os discípulos fizeram, nós também devemos fazer. Todo cristão deve ser missionário. Cumpre-nos, em simpatia e compaixão, servir aos que necessitam de auxílio, buscando com abnegado zelo aliviar as misérias da humanidade sofredora.” […]1

“Temos que alimentar o faminto, vestir o nu, confortar o aflito e o sofredor. Devemos ajudar os que estão em desespero e inspirar esperança aos destituídos dela.

“O amor de Cristo, manifestado num ministério abnegado, será mais eficaz na reforma do malfeitor do que a espada ou o tribunal de justiça. […] Muitas vezes o coração que se endurece sob a reprovação, abranda-se ante o amor de Cristo” (Ellen G. White, A Ciência do Bom Viver, p. 104, 106).

“A escravidão, o sistema de castas, preconceitos raciais, a opressão dos pobres, a negligência dos desafortunados – todos esses são apresentados como contrários ao cristianismo, uma séria ameaça ao bem-estar da humanidade, e como males que a igreja de Cristo é ordenada por seu Senhor a derrotar” (A.G. Daniells, presidente da Associação Geral, falando sobre a obra de Ellen G. White em seu funeral, Life Sketches of Ellen G. White [Histórias da Vida de Ellen G. White], p. 473).1

Perguntas para discussão

“1. Quais forças, percepções e recursos a Igreja Adventista do Sétimo Dia pode usar na tarefa de aliviar as necessidades mundiais?”1

“2. Você já se sentiu encorajado e apoiado por sua igreja? Como pode estender esse encorajamento a outras pessoas?”1

“3. O que pode ajudá-lo a não se cansar de fazer o bem?”1

“4. A Igreja Adventista do Sétimo Dia apoia projetos que promovem a justiça e combatem a pobreza no mundo. Você conhece essas iniciativas? Como podemos contribuir com esse aspecto do trabalho da igreja?”1

Resumo:

“Somos chamados a cuidar das necessidades dos outros, especialmente dos feridos, sofredores e oprimidos. Embora tenhamos nossas responsabilidades individuais nessa área, como comunidade podemos ser mais eficientes.”1

Sexta-feira, 27 de setembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. “Meus pequeninos irmãos”: servindo aos necessitados. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 496, jul. ago. set. 2019. Adulto, Professor. 

Uma comunidade de servos

Lições da Bíblia

“Guardemos firme a confissão da esperança, sem vacilar, pois quem fez a promessa é fiel. Consideremo-nos também uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras” (Hb 10:23, 24).1

“Ao buscarmos cumprir a missão cristã, não devemos subestimar o potencial da igreja como uma comunidade organizada de cristãos. Já mencionamos os desafios que podemos enfrentar quando buscamos lidar com a injustiça e a pobreza. Mas ao trabalharmos com nossos irmãos na comunidade de fé, podemos ser uma bênção para os que nos rodeiam.”1

“A tentação é que, quando nos reunimos como igreja, tornemo-nos distraídos com a manutenção da própria igreja, esquecendo-nos de que ela existe para servir ao mundo em que Deus a colocou. Como um corpo eclesiástico, não devemos ignorar o sofrimento nem o mal que existem ao nosso redor. Se Cristo não os ignorou, também não devemos ignorá-los. Devemos ser fiéis à ordem de pregar o evangelho e, juntamente com essa pregação, vem a obra de ajudar os oprimidos, os famintos, os nus e os desamparados.”1

“Juntos, como comunidade e organização da igreja, somos o corpo de Cristo (veja 1Co 12:12-20). Sendo assim, como um povo, devemos andar como Jesus andou, alcançar as pessoas como Ele o fez, e servir como mãos, pés, voz e coração de Cristo no mundo de hoje.”1

Sábado, 21 de setembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. “Meus pequeninos irmãos”: servindo aos necessitados. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 496, jul. ago. set. 2019. Adulto, Professor.