O Agente da santificação

Lições da Bíblia

“3. O que 1 Coríntios 6:11, Tito 3:5 e Hebreus 13:12 nos revelam sobre a santificação? Assinale ‘V’ para verdadeiro ou ‘F’ para falso:”1

Tais fostes alguns de vós; mas vós vos lavastes, mas fostes santificados, mas fostes justificados em o nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito do nosso Deus.” (1 Coríntios 6:11 ARA)2. “não por obras de justiça praticadas por nós, mas segundo sua misericórdia, ele nos salvou mediante o lavar regenerador e renovador do Espírito Santo,” (Tito 3:5 ARA)2. “Por isso, foi que também Jesus, para santificar o povo, pelo seu próprio sangue, sofreu fora da porta.” (Hebreus 13:12 ARA)2.

A. (   ) Fomos lavados, justificados e santificados no nome do Senhor Jesus e no Espírito. Nossa vitória é certa.

B. (   ) A santificação é um processo que depende unicamente de nós.

Resposta: A (V); B (F). 

“Nossa santificação ocorre pela fé (Hb 11:6), mediante o poder do Espírito Santo (2Ts 2:13; 1Pe 1:2). O apóstolo Paulo escreveu: ‘Vocês foram lavados, foram santificados, foram justificados no nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito de nosso Deus’ (1Co 6:11, NVI). Jesus nos faz crescer continuamente em santidade, gerando o fruto do Espírito em nossa vida. Nossa transformação à Sua semelhança ‘vem do Senhor, que é o Espírito’ (2Co 3:18, NVI).”1

“4. Leia Gálatas 5:16, 17. O que Paulo nos diz nesses versos? Complete as lacunas:”1

“16 Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne. 17 Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer. ” (Gálatas 5:16, 17 ARA)2.

“Ele nos manda viver pelo Espírito. Dessa forma, não satisfaremos os desejos da carne, já que esta milita contra o Espírito e o Espírito deseja o que é contrário à carne.”1

“Há uma batalha sendo travada no coração de todo aquele que crê. A luta que todos enfrentamos decorre do fato de que o pecado habita em nós (Rm 7:20). O apóstolo Paulo conhecia essa batalha quando declarou no fim de sua vida: ‘Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus’ (Fp 3:13, 14).”1

“5. Leia Hebreus 12:1, 2. Qual é a batalha da fé que devemos travar contra o pecado?”1

“1 Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta, 2 olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus.” (Hebreus 12:1, 2 ARA)2.

“A batalha que somos chamados a enfrentar é a luta para olhar ‘firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus’ (Hb 12:2). Quando o Espírito Santo nos ajuda a fixar os olhos em Jesus, não desejamos o pecado, e tudo aquilo que tão facilmente nos envolve é posto de lado (Hb 12:1). Mas quando nos concentramos em nossos pecados e defeitos, olhamos para nós mesmos e não para Jesus. Isso nos leva à derrota fácil, pois, ao contemplarmos nossos fracassos, podemos facilmente desanimar. No entanto, se contemplarmos Jesus, seremos encorajados e poderemos viver de maneira vitoriosa.”1

No dia 18 de fevereiro, você terá a oportunidade de participar de dez horas de oração e momentos de jejum. Prepare-se!

Terça-feira, 07 de fevereiro de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

_______________
1HASEL, Frank. O Espírito Santo e a espiritualiadade. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 487, Jan. Fev. Mar. 2017. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

O Espírito Santo e a vida santificada

Lições da Bíblia

O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo(1Ts 5:23).

“É fácil nos tornarmos insensíveis à santidade de Deus e não pensarmos muito sobre sua aversão ao pecado e ao mal.”1

“No entanto, a santidade é um tema crucial na Bíblia. Buscá-la deve ser prioridade de todos os cristãos, para que nos tornemos amorosos e puros como Jesus. Com razão, ficamos abismados com a postura do ‘eu-sou-mais-santo-do-que-você’. Mas, ao mesmo tempo, podemos facilmente nos esquecer do que significa ter uma vida pura e santificada.”1

“O amor de Deus e Sua santidade estão ligados de modo inseparável. Sem a santidade de Deus, Seu amor correria o risco de incorrer no sentimentalismo. Sem Seu amor, Sua santidade seria austera e inacessível. Ambos os atributos, amor e santidade, são fundamentais ao Seu caráter.”1

“O Espírito Santo está intrinsecamente ligado à nossa busca pela santidade. Afinal de contas, Seu nome é Espírito Santo e Ele é chamado de ‘Espírito de santidade’ (Rm 1:4). Seu nome nos lembra de que Deus é santo e que o grande desejo dEle é transformar pecadores na imagem de Sua própria santidade.”1

“Nesta semana, vamos estudar com mais profundidade o que significa ser santo e ter uma vida santificada.”1

Adventistas em todo o mundo se unirão num grande movimento de oração. Participe você também.

Sábado, 04 de fevereiro de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

_______________
1HASEL, Frank. O Espírito Santo e a espiritualiadade. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 487, Jan. Fev. Mar. 2017. Adulto, Professor.

A vontade de Deus: a santificação (1Ts 4:3)

Lições da Bíblia.

“Pois esta é a vontade de Deus: a vossa santificação, que vos abstenhais da prostituição; que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo em santificação e honra, não com o desejo de lascívia, como os gentios que não conhecem a Deus; e que, nesta matéria, ninguém ofenda nem defraude a seu irmão; porque o Senhor, contra todas estas coisas, como antes vos avisamos e testificamos claramente, é o vingador, porquanto Deus não nos chamou para a impureza, e sim para a santificação. Dessarte, quem rejeita estas coisas não rejeita o homem, e sim a Deus, que também vos dá o seu Espírito Santo.” (1 Ts 4:3-8)

“O texto de 1 Tessalonicenses 4:3-8 forma uma completa unidade de pensamento. A vontade de Deus para cada crente de Tessalônica é ‘santidade’ ou ‘santificação’ (1Ts 4:3, 4, 7). O que Paulo quer dizer por santidade aqui é explicado nas duas frases seguintes. Cada crente deve evitar a ‘imoralidade sexual’ e ‘controlar o seu próprio corpo’ (1Ts 4:3, 4, NVI). Paulo concluiu a unidade de pensamento com três motivações para a vida santa (1Ts 4:6-8): (1) Deus é um vingador nessas questões, (2) Ele nos chama para a santidade, e (3) Ele dá o Espírito para nos ajudar. Na lição de hoje e nos próximos dois dias, estudaremos essa passagem com mais detalhes.”

“2. Leia 1 Tessalonicenses 4:3 e 7. Qual é a relação entre os dois versos? Qual é a mensagem básica de ambos? Qual é a importância dessa mensagem para nós hoje?” “Pois esta é a vontade de Deus: a vossa santificação, que vos abstenhais da prostituição;” (1 Ts 4:3); “porquanto Deus não nos chamou para a impureza, e sim para a santificação.” (1 Ts 4:7). “A vontade de Deus é a nossa santificação, que está em direção oposta à impureza e à prostituição; quando buscamos o Deus santo, abandonamos as coisas impuras.”

“O verso 3 é a continuação do verso 1, em que Paulo lembra aos tessalonicenses de como eles deviam ‘andar’ (RC) ou ‘viver’ (em muitas traduções) – um conceito hebraico usado para descrever o comportamento moral e ético do dia a dia. No verso 3, ele usa outro conceito hebraico para descrever a vida e o crescimento espiritual: ‘santidade’ ou ‘santificação’.”

“Uma definição típica de santidade é ‘separação para uso sagrado.’ Mas Paulo dá ao termo um significado mais específico. Santidade é a condição na qual os tessalonicenses estarão na volta de Jesus (1Ts 3:13). Mas, no capítulo 4, ele escolhe uma forma do conceito que enfatiza o processo e não o resultado. É um substantivo de ação: ‘estar se santificando’, e não apenas um ato de santificação. A vontade de Deus é que estejamos envolvidos nesse processo (1Ts 4:3).”

“Paulo claramente não apoia um evangelho sem lei. Existem requisitos comportamentais para os que estão em Cristo. No verso 7, o oposto de ‘santidade’ é ‘impureza’ ou ‘imundícia’ (RC). Paulo explica que eles deviam se abster ‘da imoralidade sexual’ (1Ts 4:3, NVI). Em grego, a palavra para ‘imoralidade sexual’ é porneia, que hoje incluiria tudo, de pornografia e prostituição até a atividade sexual fora do casamento.”

“Embora a salvação seja pela graça de Deus mediante a fé, o cristão deve crescer e sempre se esforçar para alcançar a perfeição prometida em Cristo.”

“O dom da sexualidade é evidência poderosa do amor de Deus. No entanto, tem sido utilizado de modo tão equivocado que, para muitos, se tornou maldição, causa de grande sofrimento e tristeza. Que escolhas podemos fazer para nos protegermos dos potenciais danos que o abuso desse dom pode trazer?”

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina (LES) – segunda-feira 13 de agosto de 2012. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico. Este conteúdo é uma adaptação da LES e é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress. Para impressão acesse arquivo em PDF

Lembra-te do teu santificador

Lições da Bíblia.

“Tu, pois, falarás aos filhos de Israel e lhes dirás: Certamente, guardareis os meus sábados; pois é sinal entre mim e vós nas vossas gerações; para que saibais que eu sou o SENHOR, que vos santifica.” (Êxo. 31:13). Esse verso significa que: “O sábado é um sinal da aliança entre Deus e Israel, sendo relevante também para a igreja atual.” A ideia de sanificar: “[…] é separar para um fim santo.”. E podemos experimentar esse processo em nossa vida pela “[…] comunhão com o Espírito Santo [que nos possibilita] também ser santos.”.

“Criação, redenção e santificação estão interligados. Criação, é claro, é a base de tudo (pois sem ela não haveria ninguém a quem redimir e santificar). No entanto, em nossa condição caída, a criação já não mais é suficiente, pois precisamos de redenção, da promessa de perdão pelos pecados. Caso contrário, teríamos que enfrentar a destruição eterna, e nossa criação se acabaria para sempre.”

“Certamente, a redenção está inseparavelmente ligada à santificação, processo pelo qual crescemos em santidade e na graça. A palavra traduzida como ‘santifica’ em Êxodo 31:13 vem da mesma raiz da palavra usada em Êxodo 20:8, quando o Senhor ordenou ao povo que santificasse o sábado. A mesma raiz aparece em Êxodo 20:11, que diz que Deus ‘santificou’ ou “tornou sagrado” o dia do sábado (veja também Gênesis 2:3, onde Deus ‘santificou’ o sétimo dia). Em todos esses casos, a raiz, qds, significa “ser santo”, “separar como santo, “ser consagrado como santo”.”

“Deus chamou Israel e os separou como Seu povo santo, para ser uma luz para o mundo. Cristo chamou Seus discípulos para a missão de levar o evangelho ao mundo. No centro dessa tarefa estão a santidade e o caráter dos que proclamam a mensagem. O evangelho não trata apenas da questão de não ser condenado por causa dos pecados. Como vimos ontem, o assunto é ser livre da escravidão do pecado. Trata-se de ser uma nova pessoa em Cristo e fazer com que nossa vida seja um testemunho vivo do que Deus pode fazer por nós aqui e agora.”

O plano de Deus para a criação arruinada pelo pecado é Jesus, que irá recriar aqueles que o aceite com salvador, como está escrito: “as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.” (2 Cor. 5:17). “O sábado é sinal desses dois momentos. Cada culto deve nos lembrar dessa dupla obra divina [criação e redenção].”.

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina (LES) – quarta-feira 13 de julho de 2011. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico. Este conteúdo é uma adaptação da LES e é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress. Para impressão acesse arquivo em PDF

Vestes de esplendor

Lições da Bíblia.

“Ao ler o Antigo Testamento, a tendência é sempre ficar preso a todas as advertências de destruição iminente. Os críticos da Bíblia amam apontar essas coisas e declaram: ‘Quem desejaria adorar ou amar um Deus assim?’ No entanto, isso é leitura seletiva. Repetidas vezes, em meio a advertências, o Senhor oferece uma saída para escapar da destruição. Sim, rebelião e desobediência trazem os frutos da destruição. Mas o Senhor sempre apela ao Seu povo, dizendo que isso não precisa acontecer, porque ao nosso dispor estão salvação, justiça e segurança. Só precisamos suplicá-las em nome do Senhor.”

Na mensagem de Isaías 52, o Servo de Deus libertará Seu povo e a nação e instruída a se purificar e a usar vestes de justiça e anunciar a libertação. “Desperta, desperta, reveste-te da tua fortaleza, ó Sião; veste-te das tuas roupagens formosas, ó Jerusalém, cidade santa; porque não mais entrará em ti nem incircunciso nem imundo. Sacode-te do pó, levanta-te e toma assento, ó Jerusalém; solta-te das cadeias de teu pescoço, ó cativa filha de Sião. Porque assim diz o SENHOR: Por nada fostes vendidos; e sem dinheiro sereis resgatados. Porque assim diz o SENHOR Deus: O meu povo no princípio desceu ao Egito, para nele habitar, e a Assíria sem razão o oprimiu. Agora, que farei eu aqui, diz o SENHOR, visto ter sido o meu povo levado sem preço? Os seus tiranos sobre ele dão uivos, diz o SENHOR; e o meu nome é blasfemado incessantemente todo o dia. Por isso, o meu povo saberá o meu nome; portanto, naquele dia, saberá que sou eu quem fala: Eis-me aqui. Que formosos são sobre os montes os pés do que anuncia as boas-novas, que faz ouvir a paz, que anuncia coisas boas, que faz ouvir a salvação, que diz a Sião: O teu Deus reina! Eis o grito dos teus atalaias! Eles erguem a voz, juntamente exultam; porque com seus próprios olhos distintamente vêem o retorno do SENHOR a Sião. Rompei em júbilo, exultai à uma, ó ruínas de Jerusalém; porque o SENHOR consolou o seu povo, remiu a Jerusalém. O SENHOR desnudou o seu santo braço à vista de todas as nações; e todos os confins da terra verão a salvação do nosso Deus. Retirai-vos, retirai-vos, saí de lá, não toqueis coisa imunda; saí do meio dela, purificai-vos, vós que levais os utensílios do SENHOR. Porquanto não saireis apressadamente, nem vos ireis fugindo; porque o SENHOR irá adiante de vós, e o Deus de Israel será a vossa retaguarda. Eis que o meu Servo procederá com prudência; será exaltado e elevado e será mui sublime. Como pasmaram muitos à vista dele (pois o seu aspecto estava mui desfigurado, mais do que o de outro qualquer, e a sua aparência, mais do que a dos outros filhos dos homens), assim causará admiração às nações, e os reis fecharão a sua boca por causa dele; porque aquilo que não lhes foi anunciado verão, e aquilo que não ouviram entenderão.” (Isa. 52)

“Novamente, temos o Senhor chamando Seu povo de volta ao arrependimento, obediência e salvação. As ‘roupas de esplendor’ são as vestes de justiça, a cobertura concedida a todos os que se renderam ao Senhor e que vivem pela fé e obediência aos Seus mandamentos. Isso nunca foi complicado: desde o Éden, tudo o que Deus pede de Seu povo é que viva pela fé, em obediência a Ele. O que é fascinante sobre Isaías 52 é como ele termina e o que vem a seguir. Não é coincidência que, logo depois de chamar o povo a colocar as ‘roupas de esplendor’, Isaías entra na maior descrição profética do Antigo Testamento sobre a morte substitutiva de Jesus, o próprio ato que tornou as ‘roupas de esplendor’ disponíveis para todos os que as procuram. Somente através da vida e morte de Cristo, e tudo o que isso envolve, a humanidade poderia ser salva da ruína que o pecado trouxe.”

“É igualmente interessante que, em Isaías 52:3, é mencionado o dom da salvação como algo que não podemos ganhar ou comprar. ‘Porque assim diz o Senhor: Por nada fostes vendidos; e sem dinheiro sereis resgatados’. Como isso é verdade! Vendemos nossa vida por nada, pelas coisas deste mundo que será desfeito como um vestido. E isso criou um dilema para nós, porque é uma situação na qual não podemos comprar nossa porta de saída, nem construir nosso caminho. Somente pela graça de Deus devemos ser salvos, uma graça revelada através do incrível sacrifício feito por nós na cruz.”

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina (LES) – quarta-feira 18 de maio de 2011. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico. Este conteúdo é uma adaptação da LES e é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress. Para impressão acesse arquivo em PDF

O sacerdote Abiatar.

Lições da Bíblia.

“Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a Sua maravilhosa luz” (1 Pedro 2:9).

“Depois de uma longa vida de serviço como sacerdote, Abiatar se desqualificou para o ministério, traindo seu rei e apoiando um usurpador do trono.”

“Os sacerdotes tinham um papel muito importante na vida e na história de Israel. E não só em Israel, mas também nas nações vizinhas. Na cultura da Mesopotâmia, o rei era considerado um sacerdote; desse modo, ele combinava tanto o poder religioso como o político. As corporações sacerdotais representavam interesses poderosos na corte, e houve muitas ocasiões em que os sacerdotes fizeram os reis. No Antigo Testamento, especialmente, a função do sacerdócio estava no centro da vida religiosa de Israel. A história sagrada também mostra os papéis influentes dos sacerdotes nos tempos do Novo Testamento.”

O sacerdócio de todos os crentes (‘Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;’ 1Pe 2:9), ideia que alcançou preeminência na Reforma protestante, não é um conceito inteiramente do Novo Testamento (‘vós me sereis reino de sacerdotes e nação santa. São estas as palavras que falarás aos filhos de Israel.’ Êx 19:6). Parece sempre ter sido o ideal de Deus que Seus servos fossem santos e servissem aos outros intercedendo por eles e comunicando-lhes o plano de salvação.”

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina – sábado, 06 de novembro de 2010. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico.

Este conteúdo é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress. Para impressão acesse arquivo em PDF

Sacrifícios vivos. “Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus […]” (Rm 12:1).

Lições da Bíblia.

“Com o capítulo 11, termina a parte doutrinária do livro de Romanos. Os capítulos 12 a 16 apresentam instruções práticas e notas pessoais. Não obstante, esses capítulos finais são extremamente importantes, porque mostram como deve ser vivida a vida de fé.”

“Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Rom. 12:1-2)

“Em Romanos 12:1, Paulo se refere aos sacrifícios do Antigo Testamento. Assim como, antigamente, os animais eram sacrificados a Deus, agora, os cristãos devem render o corpo a Deus, não para ser morto, mas como sacrifício vivo dedicado a Seu serviço.”

“Nos tempos do antigo Israel, todas as ofertas levadas ao templo como sacrifício eram examinadas cuidadosamente. Se fosse descoberto qualquer defeito no animal, este era recusado; pois Deus havia ordenado que a oferta fosse sem mancha. Da mesma forma, os cristãos são convidados a apresentar seus corpos ‘por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus’. A fim de fazer isso, todas as suas faculdades devem ser preservadas na melhor condição possível. Embora nenhum de nós esteja sem defeito, a lição é que devemos buscar viver tão imaculada e fielmente quanto pudermos.”

“A santificação apresentada nas Escrituras compreende o ser inteiro: espírito, alma e corpo. Paulo orou pelos tessalonicenses para que todo o seu espírito, e alma, e corpo fossem "plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo". I Tess. 5:23.” (Ellen G. White. Reavivamento e seus Resultados. p. 17).

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina – Domingo, 12 de setembro de 2011. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico.

Este conteúdo é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress.

Para impressão acesse arquivo em formato PDF