A Lei e os profetas

Lições da Bíblia

“4. Leia Neemias 9:23-31. Como os israelitas foram descritos em comparação com a grande bondade de Deus (Ne 9:25)? Assinale ‘V’ para verdadeiro ou ‘F’ para falso:”1

Neemias (9:23-31 ARA)2: “23 Multiplicaste os seus filhos como as estrelas do céu e trouxeste-os à terra de que tinhas dito a seus pais que nela entrariam para a possuírem. 24 Entraram os filhos e tomaram posse da terra; abateste perante eles os moradores da terra, os cananeus, e lhos entregaste nas mãos, como também os reis e os povos da terra, para fazerem deles segundo a sua vontade. 25 Tomaram cidades fortificadas e terra fértil e possuíram casas cheias de toda sorte de coisas boas, cisternas cavadas, vinhas e olivais e árvores frutíferas em abundância; comeram, e se fartaram, e engordaram, e viveram em delícias, pela tua grande bondade. 26 Ainda assim foram desobedientes e se revoltaram contra ti; viraram as costas à tua lei e mataram os teus profetas, que protestavam contra eles, para os fazerem voltar a ti; e cometeram grandes blasfêmias. 27 Pelo que os entregaste nas mãos dos seus opressores, que os angustiaram; mas no tempo de sua angústia, clamando eles a ti, dos céus tu os ouviste; e, segundo a tua grande misericórdia, lhes deste libertadores que os salvaram das mãos dos que os oprimiam. 28 Porém, quando se viam em descanso, tornavam a fazer o mal diante de ti; e tu os desamparavas nas mãos dos seus inimigos, para que dominassem sobre eles; mas, convertendo-se eles e clamando a ti, tu os ouviste dos céus e, segundo a tua misericórdia, os livraste muitas vezes. 29 Testemunhaste contra eles, para que voltassem à tua lei; porém eles se houveram soberbamente e não deram ouvidos aos teus mandamentos, mas pecaram contra os teus juízos, pelo cumprimento dos quais o homem viverá; obstinadamente deram de ombros, endureceram a cerviz e não quiseram ouvir. 30 No entanto, os aturaste por muitos anos e testemunhaste contra eles pelo teu Espírito, por intermédio dos teus profetas; porém eles não deram ouvidos; pelo que os entregaste nas mãos dos povos de outras terras. 31 Mas, pela tua grande misericórdia, não acabaste com eles nem os desamparaste; porque tu és Deus clemente e misericordioso.”

A. (   ) Como rebeldes, desobedientes e assassinos de profetas.
B. (   ) Como bondosos e misericordiosos.

Resposta sugestiva: V; F.

“A próxima parte da oração/sermão se concentra na vida em Canaã, quando os israelitas possuíram a terra que Deus havia lhes dado. Eles tinham recebido terras, cidades, vinhas e campos prontos para serem usados, mas não haviam dado o devido valor, tomando essas coisas como garantidas. No fim do verso 25 somos informados de que eles ‘comeram, e se fartaram, e engordaram’. Engordar é uma expressão encontrada apenas algumas vezes na Bíblia (Dt 32:15; Jr 5:28) e em todas essas ocasiões tem uma conotação negativa.”1

“O povo pode ter vivido ‘em delícias, pela [Sua] grande bondade’, mas não se deleitou em Deus; seu deleite estava nas coisas que tinha. Parece que possuir as coisas não produz uma caminhada íntima com Deus. Às vezes pensamos: ‘Se eu tivesse isso ou aquilo, seria feliz’. No entanto, os israelitas tinham tudo da parte de Deus, e, ainda assim, sua ‘felicidade’ naquelas coisas apenas os tornou menos devotos a Ele. É muito fácil nos concentrarmos nas dádivas e nos esquecermos do Doador. Esse é um engano fatal.”1

“Isso não significa que não podemos ficar felizes pelas coisas que Deus nos concede. Ele deseja que nos alegremos em Suas dádivas, mas essa alegria não garante um relacionamento com Ele. Se não formos cuidadosos, essas coisas podem se tornar uma pedra de tropeço.”1

“Nesse momento, os líderes confessaram que haviam sido infiéis a Deus. Ao examinarem sua história, eles mencionaram especificamente as transgressões que haviam cometido como nação. Alguns aspectos são especialmente importantes, pois são repetidos: (1) Israel rejeitou a Lei de Deus e (2) perseguiu os profetas.”1

“Em outras palavras, os israelitas perceberam que a Lei de Deus e Seus profetas eram essenciais para o desenvolvimento deles como nação piedosa e como indivíduos. A oração enfatiza essa conclusão, afirmando que, se um homem cumprisse os mandamentos de Deus, por eles viveria (Ne 9:29; veja Lv 18:5 [‘Portanto, os meus estatutos e os meus juízos guardareis; cumprindo-os, o homem viverá por eles. Eu sou o Senhor.’]). A prece destaca que foi o Espírito que falou por intermédio dos profetas. Deus nos deu Seus mandamentos para que tenhamos vida em abundância e enviou Seus profetas para nos guiar em nossa compreensão da verdade. O que fazemos com essas dádivas é uma questão essencial para nós.”1

Quarta-feira, 13 de novembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Os profetas encorajam

Lições da Bíblia

“Infelizmente, a oposição que os judeus encontraram por parte das nações vizinhas, conforme descrita nos capítulos 4 a 6 de Esdras, deixou-os com medo e relutantes quanto a trabalhar no templo.”1

“Como mencionamos anteriormente, o trecho do livro de Esdras que tem início no capítulo 4:6 e vai até o Esdras 6:22 não foi escrito em ordem cronológica. Por isso, examinaremos o capítulo 5 antes do capítulo 4 .”1

“3. Leia Esdras 5:1-5. Por que Deus enviou os profetas Ageu e Zacarias aos judeus? Qual foi o resultado de suas profecias?”1

Esdras (5:1-5 ARA)2: “1 Ora, os profetas Ageu e Zacarias, filho de Ido, profetizaram aos judeus que estavam em Judá e em Jerusalém, em nome do Deus de Israel, cujo Espírito estava com eles.Então, se dispuseram Zorobabel, filho de Sealtiel, e Jesua, filho de Jozadaque, e começaram a edificar a Casa de Deus, a qual está em Jerusalém; e, com eles, os referidos profetas de Deus, que os ajudavam. 3 Nesse tempo, veio a eles Tatenai, governador daquém do Eufrates, e Setar-Bozenai, e seus companheiros e assim lhes perguntaram: Quem vos deu ordem para reedificardes esta casa e restaurardes este muro? 4 Perguntaram-lhes mais: E quais são os nomes dos homens que constroem este edifício? 5 Porém os olhos de Deus estavam sobre os anciãos dos judeus, de maneira que não foram obrigados a parar, até que o assunto chegasse a Dario, e viesse resposta por carta sobre isso.”

“Os judeus tinham parado de construir porque estavam com medo. Mas Deus os havia enviado a Judá para reconstruir o templo e a cidade, e Ele tinha um plano. Já que eles estavam com medo, faria algo para encorajá-los. Por isso, o Senhor chamou dois profetas para intervir. A oposição humana não faz Deus parar; mesmo que os judeus tenham contribuído, por suas próprias ações, para essa oposição, o Senhor não os abandonou. Ele atuou por meio dos profetas para motivá-los e impulsioná-los à ação novamente.”1

“4. Leia Ageu 1. Qual foi a mensagem para os judeus, e o que podemos ­extrair desse texto para nossa vida?”1

Ageu (1 ARA)2: “1 No segundo ano do rei Dario, no sexto mês, no primeiro dia do mês, veio a palavra do Senhor, por intermédio do profeta Ageu, a Zorobabel, filho de Salatiel, governador de Judá, e a Josué, filho de Jozadaque, o sumo sacerdote, dizendo: 2 Assim fala o Senhor dos Exércitos: Este povo diz: Não veio ainda o tempo, o tempo em que a Casa do Senhor deve ser edificada. Veio, pois, a palavra do Senhor, por intermédio do profeta Ageu, dizendo:Acaso, é tempo de habitardes vós em casas apaineladas, enquanto esta casa permanece em ruínas? Ora, pois, assim diz o Senhor dos Exércitos: Considerai o vosso passado.Tendes semeado muito e recolhido pouco; comeis, mas não chega para fartar-vos; bebeis, mas não dá para saciar-vos; vestis-vos, mas ninguém se aquece; e o que recebe salário, recebe-o para pô-lo num saquitel furado. Assim diz o Senhor dos Exércitos: Considerai o vosso passado.Subi ao monte, trazei madeira e edificai a casa; dela me agradarei e serei glorificado, diz o Senhor.Esperastes o muito, e eis que veio a ser pouco, e esse pouco, quando o trouxestes para casa, eu com um assopro o dissipei. Por quê? —diz o Senhor dos Exércitos; por causa da minha casa, que permanece em ruínas, ao passo que cada um de vós corre por causa de sua própria casa. 10 Por isso, os céus sobre vós retêm o seu orvalho, e a terra, os seus frutos. 11 Fiz vir a seca sobre a terra e sobre os montes; sobre o cereal, sobre o vinho, sobre o azeite e sobre o que a terra produz, como também sobre os homens, sobre os animais e sobre todo trabalho das mãos. 12 Então, Zorobabel, filho de Salatiel, e Josué, filho de Jozadaque, o sumo sacerdote, e todo o resto do povo atenderam à voz do Senhor, seu Deus, e às palavras do profeta Ageu, as quais o Senhor, seu Deus, o tinha mandado dizer; e o povo temeu diante do Senhor. 13 Então, Ageu, o enviado do Senhor, falou ao povo, segundo a mensagem do Senhor, dizendo: Eu sou convosco, diz o Senhor. 14 O Senhor despertou o espírito de Zorobabel, filho de Salatiel, governador de Judá, e o espírito de Josué, filho de Jozadaque, o sumo sacerdote, e o espírito do resto de todo o povo; eles vieram e se puseram ao trabalho na Casa do Senhor dos Exércitos, seu Deus, 15 ao vigésimo quarto dia do sexto mês.”

“Os profetas Ageu e Zacarias foram despertados para enfrentar a crise. Com encorajadores testemunhos esses mensageiros escolhidos revelaram ao povo a causa de suas dificuldades. A falta de prosperidade temporal era o resultado da negligência em dar prioridade aos interesses de Deus, os profetas afirmaram. Tivessem os israelitas honrado a Deus, tivessem mostrado a Ele o devido respeito e cortesia, fazendo do reerguimento de Sua casa a primeira obra, e teriam convidado Sua presença e bênção” (Ellen G. White, Profetas e Reis, p. 574).1

Segunda-feira, 21 de outubro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

O clamor dos profetas

Lições da Bíblia

“Ele te declarou, ó homem, o que é bom e que é o que o Senhor pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus” (Mq 6:8).1

“Os profetas do Antigo Testamento estão entre os personagens mais interessantes da Bíblia. Sua voz estridente, suas mensagens ousadas, seu sentimento de pesar, ira e indignação, bem como as encenações ocasionais de suas mensagens fizeram com que fosse impossível ignorá-los, mesmo que nem sempre fosse confortável estar perto deles.”1

“Enviados primeiramente a Israel e a Judá, esses profetas conduziram o povo escolhido de volta ao seu chamado em Deus. O povo e seus líderes foram facilmente atraídos pelos ídolos e estilo de vida das nações vizinhas. A tarefa ingrata dos profetas era insistir que eles se arrependessem, às vezes lembrando-os do amor de Deus por eles e de Suas obras em seu favor, e às vezes advertindo-os das consequências, caso eles continuassem a se afastar de Deus.”1

“Como veremos também, entre os pecados e males contra os quais os profetas advertiram os líderes e o povo, um dos maiores problemas era a opressão aos pobres, necessitados e indefesos. Evidentemente, a adoração de ídolos e a adoção de práticas religiosas falsas eram coisas terríveis. No entanto, levar vantagem sobre os fracos e pobres também era algo digno de condenação.”1

Sábado, 27 de julho de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. “Meus pequeninos irmãos”: servindo aos necessitados. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 496, jul. ago. set. 2019. Adulto, Professor. 

A lei e os profetas

Lições da Bíblia.

“Alguns acreditam que os Dez Mandamentos, entregues ao povo por intermédio de Moisés no Monte Sinai, foram relevantes apenas para os israelitas antes da cruz e não são obrigatórios no tempo da graça da nova aliança. Outros ensinam que os cristãos estão livres da antiga lei, mas unicamente os de herança judaica ainda devem obedecer a ela. Como vimos, embora a Bíblia ensine que as obras da lei não possam salvar ninguém, nenhuma passagem dá licença para que alguém transgrida a lei de Deus. Se assim fosse, teríamos licença para pecar, e a Bíblia estaria claramente se contradizendo em um tema crucial.”1

“Nesse contexto, lembramos que Deus revelou os termos de Sua aliança com Israel em tábuas de pedra que continham a lei. No entanto, a Bíblia contém muitos outros mandamentos que envolvem detalhes não encontrados no Decálogo. Ao buscar uma compreensão abrangente da vontade de Deus, os rabinos contaram 613 leis bíblicas, as quais eles apoiaram nos Dez Mandamentos. Jesus parece ter ido além dos rabinos quando anunciou que não veio para ‘abolir a Lei ou os Profetas’ (Mt 5:17, NVI; ênfase acrescentada). Embora resumida nos Dez Mandamentos, a lei de Deus contém todos os mandamentos revelados aos Seus profetas.” 1

“1. Compare Mateus 19:16-22 e 22:34-40. O que essas passagens dizem sobre Jesus e os Dez Mandamentos?” 1 “E eis que alguém, aproximando-se, lhe perguntou: Mestre, que farei eu de bom, para alcançar a vida eterna? Respondeu-lhe Jesus: Por que me perguntas acerca do que é bom? Bom só existe um. Se queres, porém, entrar na vida, guarda os mandamentos. E ele lhe perguntou: Quais? Respondeu Jesus: Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não dirás falso testemunho; honra a teu pai e a tua mãe e amarás o teu próximo como a ti mesmo. Replicou-lhe o jovem: Tudo isso tenho observado; que me falta ainda? Disse-lhe Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende os teus bens, dá aos pobres e terás um tesouro no céu; depois, vem e segue-me. Tendo, porém, o jovem ouvido esta palavra, retirou-se triste, por ser dono de muitas propriedades.” (Mateus 19:16-22 RA)2; “Entretanto, os fariseus, sabendo que ele fizera calar os saduceus, reuniram-se em conselho. E um deles, intérprete da Lei, experimentando-o, lhe perguntou: Mestre, qual é o grande mandamento na Lei? Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas.” (Mateus 22:34-40 RA)2. Jesus reafirmou a necessidade da guarda dos mandamentos como atitudes de amor a Deus e ao próximo, princípio claramente expressos nos Dez mandamentos da lei de Deus.

“Ainda que existam centenas de mandamentos que Deus revelou em Sua Palavra, os Dez Mandamentos apresentam princípios sólidos que podem ser aplicados a todas as outras leis. Por isso, Jesus mencionou cinco dos Dez Mandamentos ao falar com o jovem rico. Encontramos um resumo ainda mais convincente da lei de Deus em Deuteronômio 6:5 e Levítico 19:18, que é amar a Deus e amar o próximo. Jesus declarou: ‘Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas’ (Mt 22:40). Por fim, Jesus e o Pai são unidos em propósito quando exortam Suas criaturas a amar do modo pelo qual elas foram amadas. Nesse sentido, a obediência à lei é uma forma fundamental de expressar esse amor.” 1

“De que maneira você demonstra seu amor a Deus e ao próximo?” 1

Domingo, 18 de maio de 2014. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Cristo e sua lei. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 476, Abr. Maio Jun. 2013. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Os profetas e a criação

Lições da Bíblia.

“Assim diz o Senhor, que criou os céus, o Deus que formou a Terra, que a fez e a estabeleceu; que não a criou para ser um caos, mas para ser habitada: Eu Sou o Senhor, e não há outro” (Is 45:18).

“Isaías 45:18 enfatiza a intenção divina de preparar um lugar para que os seres humanos vivessem. Assim, a adequação da Terra para a vida não é um acidente.”

“Considere algumas das características que tornam a Terra um lugar adequado para a vida humana, em contraste com outros planetas do nosso sistema solar. Primeiramente, a água está presente em abundância. Há alguma evidência de atividade de água em Marte, mas não existem massas permanentes de água nesse lugar, nem em qualquer outro planeta, exceto na Terra. Outra característica única da Terra é a composição da atmosfera, com cerca de 21% de oxigênio e 78% de nitrogênio. Outros planetas têm atmosferas dominadas por dióxido de carbono ou hélio, mas só a Terra tem uma atmosfera apropriada para a vida. A variação de temperaturas na Terra é adequada para a vida terrestre, ao contrário de qualquer outro planeta do nosso sistema solar. Isso é devido a uma combinação de fatores, incluindo nossa distância do Sol, a composição da atmosfera, a massa da Terra e a velocidade de sua rotação, que determina a duração dos dias e noites. Todas essas características, e outras mais, tornam a Terra o único planeta conhecido apropriado para manter a vida.”

“7. Qual é a relação entre os textos a seguir e os eventos descritos em Gênesis 1?”

“Assim diz o SENHOR, que te redime, o mesmo que te formou desde o ventre materno: Eu sou o SENHOR, que faço todas as coisas, que sozinho estendi os céus e sozinho espraiei a terra; (Isa. 44:24); Eu fiz a terra e criei nela o homem; as minhas mãos estenderam os céus, e a todos os seus exércitos dei as minhas ordens.” (Isa. 45:12); É ele quem fez a terra com o seu poder, estabeleceu o mundo com a sua sabedoria, e estendeu os céus com o seu entendimento. Â sua voz, há grande tumulto de águas nas céus, e ele faz subir os vapores desde as extremidades da terra; faz os relâmpagos para a chuva, e tira o vento dos seus tesouros. (Jer. 51:15-16); Porque é ele quem forma os montes, e cria o vento, e declara ao homem qual é o seu pensamento; e faz da manhã trevas e pisa os altos da terra; SENHOR, Deus dos Exércitos, é o seu nome.” (Amós 4:13); “Ele lhes respondeu: Sou hebreu e temo ao SENHOR, o Deus do céu, que fez o mar e a terra.” (Jon. 1:9); “Sentença pronunciada pelo SENHOR contra Israel. Fala o SENHOR, o que estendeu o céu, fundou a terra e formou o espírito do homem dentro dele.” (Zac. 12:1). “Deus é o Criador dos céus, da Terra e da humanidade. Ele controla os trovões, os relâmpagos, as chuvas e os ventos; transforma a manhã em trevas.”

“Pense nas implicações de nossas origens. Por que entendê-las de modo correto é tão importante para nossa compreensão de quem somos, por que estamos aqui e o que podemos esperar deste mundo? Em quem podemos encontrar esperança?”

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina (LES) – quarta-feira 23 de janeiro de 2013. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico. Este conteúdo é uma adaptação da LES e é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress. Para impressão acesse arquivo em PDF