A mulher que retrucou

Lições da Bíblia

“Jesus é o Mestre dos mestres. O caráter de Deus resplandece por meio de Seus ensinos e mediante Sua vida. Assim, uma história do evangelho é ainda mais extraordinária por mostrar que, mesmo quando alguém retruca a Jesus, Ele ainda ouve.”1

5. Leia a história do encontro de Jesus com a cananeia da região de Tiro e Sidom (Mt 15:21-28; Mc 7:24-30). Observe que os discípulos de Jesus foram impacientes com ela e até Jesus pareceu dispensá-la. Qual é sua opinião sobre a audácia da mulher? Como Jesus ensinava? Assinale a alternativa correta:1

Mt 15:21-28 (ARA)2: “21 Partindo Jesus dali, retirou-se para os lados de Tiro e Sidom. 22 E eis que uma mulher cananeia, que viera daquelas regiões, clamava: Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de mim! Minha filha está horrivelmente endemoninhada. 23 Ele, porém, não lhe respondeu palavra. E os seus discípulos, aproximando-se, rogaram-lhe: Despede-a, pois vem clamando atrás de nós. 24 Mas Jesus respondeu: Não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel. 25 Ela, porém, veio e o adorou, dizendo: Senhor, socorre-me! 26 Então, ele, respondendo, disse: Não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos. 27 Ela, contudo, replicou: Sim, Senhor, porém os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus donos. 28 Então, lhe disse Jesus: Ó mulher, grande é a tua fé! Faça-se contigo como queres. E, desde aquele momento, sua filha ficou sã.

Mc 7:24-30 (ARA)2: 24 Levantando-se, partiu dali para as terras de Tiro [e Sidom]. Tendo entrado numa casa, queria que ninguém o soubesse; no entanto, não pôde ocultar-se, 25 porque uma mulher, cuja filhinha estava possessa de espírito imundo, tendo ouvido a respeito dele, veio e prostrou-se-lhe aos pés. 26 Esta mulher era grega, de origem siro-fenícia, e rogava-lhe que expelisse de sua filha o demônio. 27 Mas Jesus lhe disse: Deixa primeiro que se fartem os filhos, porque não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos. 28 Ela, porém, lhe respondeu: Sim, Senhor; mas os cachorrinhos, debaixo da mesa, comem das migalhas das crianças. 29 Então, lhe disse: Por causa desta palavra, podes ir; o demônio já saiu de tua filha. 30 Voltando ela para casa, achou a menina sobre a cama, pois o demônio a deixara.”

A.( ) A aparente rejeição de Jesus fortaleceu a insistência dela.
B.( ) A mulher foi desrespeitosa, e Jesus a abandonou.

Resposta sugestiva: Alternativa A.

“Jesus estava perto de Tiro e Sidom. Ele havia atravessado para um lugar onde havia estrangeiros e tensão étnica. Os habitantes da cidade que falavam grego desprezavam os fazendeiros judeus, e estes, por sua vez, desprezavam os habitantes de fala grega.”1

“Não muito tempo antes, Herodes, o governador fantoche da Galileia, território natal de Jesus, havia executado João Batista. Mas João foi um homem cuja visão era amplamente compartilhada por Jesus, e sua execução pareceu ameaçadora. O Mestre tinha começado a enfrentar o perigo de Sua missão.”1

“Sentindo a tensão, Ele entrou em uma casa, esperando, como disse ­Marcos em seu relato, que ninguém soubesse que estava ali (Mc 7:24). Mas a mulher O encontrou.”1

“Na cultura daquela época, uma mulher não tinha o direito de se expressar. Além disso, essa mulher pertencia a uma cultura e a um grupo étnico dos quais os judeus não gostavam, e isso a colocava em desvantagem ainda maior.”1

“Mas a filha da mulher estava doente. Ela queria ajuda e insistiu em pedi-la. Jesus disse: ‘Não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos’ (Mt 15:26). Essas palavras poderiam ter ferido os sentimentos dela.”1

“Então, a mulher apresentou uma resposta extraordinária. Ela estava familiarizada com os cães, diferentemente dos judeus, que não os tinham como animais de estimação, e então disse: ‘Sim, Senhor, porém os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus donos’ (Mt 15:27).”1

“Esse comentário fez a diferença. Pareceu convincente. E Jesus curou sua filha.”1

“‘Faça-se contigo como queres’ (Mt 15:28). Como entendemos essas palavras? Como reagimos, porém, quando as coisas não acontecem como desejamos?”

Quarta-feira, 04 de novembro de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

Leia o livro A Maior Esperança,
baixe o seu exemplar gratuitamente

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Educação e redenção. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 502, out. nov. dez. 2020. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Humildade e perseverança

Lições da Bíblia

“5. Leia Esdras 8:21-23, 31, 32. A decisão de Esdras de não falar com o rei foi tola ou corajosa? Como o servo de Deus e o povo mostraram humildade?”1

Esdras (8:21-23, 31, 32 ARA)2: “21 Então, apregoei ali um jejum junto ao rio Aava, para nos humilharmos perante o nosso Deus, para lhe pedirmos jornada feliz para nós, para nossos filhos e para tudo o que era nosso. 22 Porque tive vergonha de pedir ao rei exército e cavaleiros para nos defenderem do inimigo no caminho, porquanto já lhe havíamos dito: A boa mão do nosso Deus é sobre todos os que o buscam, para o bem deles; mas a sua força e a sua ira, contra todos os que o abandonam. 23 Nós, pois, jejuamos e pedimos isto ao nosso Deus, e ele nos atendeu. […] 31 Partimos do rio Aava, no dia doze do primeiro mês, a fim de irmos para Jerusalém; e a boa mão do nosso Deus estava sobre nós e livrou-nos das mãos dos inimigos e dos que nos armavam ciladas pelo caminho. 32 Chegamos a Jerusalém e repousamos ali três dias.”

“Posteriormente, Neemias aceitou a comitiva do rei para a sua proteção. Mas no caso de Esdras, ele acreditava que Deus poderia Se manifestar de modo mais amplo se não pedisse nada ao rei. Portanto, quando chegaram a Judá sem prejuízo, isso foi atribuído a Deus. Talvez em certas situações é possível que confiemos demais em outras pessoas e não nos apoiemos no Senhor o suficiente para deixar que Ele Se revele. Esdras escolheu deixar Deus fazer a obra e provou ao rei que, de fato, o Senhor é poderoso.”1

“No entanto, Esdras não agiu com presunção. Ele convocou o povo para jejuar e orar a respeito da situação. Eles não começaram a viagem antes de passar um tempo significativo com Deus. Achegaram-se a Ele humildemente, pedindo que Sua proteção se tornasse um sinal de Seu poder, e o Senhor respondeu às suas súplicas.”1

“6. Leia Neemias 5:14-19. Como o servo de Deus mostrou humildade?”1

Neemias (5:14-19 ARA)2: “14 Também desde o dia em que fui nomeado seu governador na terra de Judá, desde o vigésimo ano até ao trigésimo segundo ano do rei Artaxerxes, doze anos, nem eu nem meus irmãos comemos o pão devido ao governador. 15 Mas os primeiros governadores, que foram antes de mim, oprimiram o povo e lhe tomaram pão e vinho, além de quarenta siclos de prata; até os seus moços dominavam sobre o povo, porém eu assim não fiz, por causa do temor de Deus. 16 Antes, também na obra deste muro fiz reparação, e terra nenhuma compramos; e todos os meus moços se ajuntaram ali para a obra. 17 Também cento e cinquenta homens dos judeus e dos magistrados e os que vinham a nós, dentre as gentes que estavam ao nosso redor, eram meus hóspedes. 18 O que se preparava para cada dia era um boi e seis ovelhas escolhidas; também à minha custa eram preparadas aves e, de dez em dez dias, muito vinho de todas as espécies; nem por isso exigi o pão devido ao governador, porquanto a servidão deste povo era grande. 19 Lembra-te de mim para meu bem, ó meu Deus, e de tudo quanto fiz a este povo.”

“Os verdadeiros líderes devem estar dispostos a se humilhar e ser servos. Líderes competentes não exigem nem precisam de um título para ganhar honra. Neemias tinha suas portas abertas e generosamente acolhia as pessoas e fazia doações ao povo. Ele demonstrou sua fé em Deus, e sua incrível dedicação ao Senhor foi um exemplo para o povo. Esse líder tinha uma personalidade forte e um temperamento firme, mas não se colocava acima de ninguém como superior. Ele exercia a mais alta posição da nação judaica naquele tempo e era generoso. Assim, sua vida e seus ensinamentos são semelhantes aos praticados por Jesus, que nos ensinou que a melhor maneira de liderar é servir aos outros. Cristo fez isso e, independentemente de nossa função, devemos agir de modo semelhante.”1

“‘E Ele, assentando-Se, chamou os doze e lhes disse: Se alguém quer ser o primeiro, será o último e servo de todos’ (Mc 9:35). O que significa ser um verdadeiro líder aos olhos de Deus?”1

Quinta-feira, 26 de dezembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Perseverando até o fim

Lições da Bíblia

“2. Leia Mateus 24:9 e Apocalipse 13:11 a 17. Quais são os paralelos entre o que Jesus disse em Mateus e o que Ele inspirou João a escrever no Apocalipse?”1

Mateus (24:9 ARA)2: “Então, sereis atribulados, e vos matarão. Sereis odiados de todas as nações, por causa do meu nome.”.

Apocalipse (13:11 a 17 ARA)2: “11 Vi ainda outra besta emergir da terra; possuía dois chifres, parecendo cordeiro, mas falava como dragão. 12 Exerce toda a autoridade da primeira besta na sua presença. Faz com que a terra e os seus habitantes adorem a primeira besta, cuja ferida mortal fora curada. 13 Também opera grandes sinais, de maneira que até fogo do céu faz descer à terra, diante dos homens. 14 Seduz os que habitam sobre a terra por causa dos sinais que lhe foi dado executar diante da besta, dizendo aos que habitam sobre a terra que façam uma imagem à besta, àquela que, ferida à espada, sobreviveu; 15 e lhe foi dado comunicar fôlego à imagem da besta, para que não só a imagem falasse, como ainda fizesse morrer quantos não adorassem a imagem da besta. 16 A todos, os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte, 17 para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta ou o número do seu nome.”.

“A preocupação de Cristo com Seu povo no tempo do fim inclui um engano de esfera global que fará com que as nações se oponham à verdadeira fé e imponham uma falsa forma de adoração no mundo. Aqueles que permanecerem firmes enfrentarão ódio, tribulação e até morte.”1

“3. Leia Mateus 24:13. Qual é o segredo para ser salvo e se manter fiel, mesmo em meio à oposição mundial? Assinale a alternativa correta:”1

Mateus (24:13 ARA)2: “Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo.”.

A.( ) Devemos parar de pecar e garantir nossa salvação.
B.( ) Devemos perseverar na fé em Cristo até o fim.

Resposta Sugestiva: Alternativa B.

“‘Nenhuma pessoa, a não ser os que fortaleceram a mente com as verdades da Escritura, poderá resistir no último grande conflito’ (Ellen G. White, O Grande Conflito, p. 593). Isso significa que todos os que fortalecem a mente com as verdades bíblicas não serão arrastados por nenhum engano do tempo do fim. Eles devem estar fundamentados na verdade para este tempo; caso contrário, os enganos os esmagarão.”1

“4. De acordo com Mateus 7:24 a 27, o que é fundamental para que permaneçamos fiéis a Deus? Assinale a alternativa correta:”1

Mateus (7:24-27 ARA)2: “24 Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; 25 e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha. 26 E todo aquele que ouve estas minhas palavras e não as pratica será comparado a um homem insensato que edificou a sua casa sobre a areia; 27 e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, e ela desabou, sendo grande a sua ruína.”.

A.( ) Apoiar-se na sabedoria das pessoas mais inteligentes.
B.( ) Firmar-se na Rocha, que é Cristo e Sua Palavra, e obedecer.

Resposta sugestiva: Alternativa B.

“Por mais importante que seja fundamentar-se intelectualmente na Palavra de Deus, de acordo com Jesus, isso não é suficiente para que permaneçamos fiéis em meio às provações que enfrentaremos. Devemos praticar o que aprendemos; ou seja, temos que obedecer à verdade como ela é em Jesus. Na parábola acima, ambos os construtores ouviram as palavras de Cristo. A diferença entre eles, entre resistir e não resistir, foi a obediência ao que Jesus ensinava.”1

“Por que aquele que obedece se mantém de pé e o que não obedece cai? A obediência faz a diferença para que permaneçamos firmes na fé?”1

Segunda-feira, 14 de maio de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Preparação para o tempo do fim. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 492, abr. maio jun. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

A "perseverança" dos santos

Lições da Bíblia.

“As mensagens do segundo e terceiro anjos de Apocalipse são uma advertência a todos os que não prestam atenção ao chamado divino da mensagem do primeiro anjo. Se as pessoas continuarem no caminho errado, participarão das sete últimas pragas, que são vistas como o ‘vinho da ira de Deus’ (Ap 14:10). Esse vinho será derramado sobre aqueles que não saírem de Babilônia. Na Bíblia, Babilônia representa rebelião contra Deus (Gn 11:1-9; Jr 50; 51). Babilônia assume com arrogância o lugar de Deus e é inimiga do povo de Deus. Na época do Novo Testamento, a palavra Babilônia se tornou um código para representar Roma (‘A vossa co-eleita em Babilônia vos saúda, como também meu filho Marcos.’ 1 Pedro 5:13). No livro do Apocalipse, a Babilônia prostituta é um poder político-religioso em oposição a Deus e ao Seu povo. Como tal, tenta controlar o mundo. Apocalipse 13:15-17 descreve a ‘crise da Babilônia’, quando as bestas de Apocalipse 13 unem forças para perseguir o remanescente de Deus. Babilônia é, portanto, um símbolo da aliança das igrejas apóstatas com os poderes políticos corruptos do mundo, no tempo do fim.”

“A mensagem dos três anjos chama os seguidores de Deus em Babilônia a sair dela e juntar-se aos visíveis e fiéis remanescentes de Deus no tempo do fim (‘Ouvi outra voz do céu dizer: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos sete pecados, e para que não incorras nas suas pragas. Porque os seus pecados se acumularam até o céu, e Deus se lembrou das iniquidades dela.’ Apocalipse 18:4-5). Sim, ainda há um remanescente fiel em Babilônia, e eles precisam ouvir a mensagem adventista do sétimo dia para o tempo do fim.”

“6. O que significa a fé de Jesus?” “Aqui está a perseverança dos santos, daqueles que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.” (Apocalipse 14:12). “Nossa fé e fidelidade a Jesus; os ensinamentos de Jesus; a lealdade de Jesus ao conduzir Seu povo em meio às dificuldades.”

“Como vimos ontem, Apocalipse 14:12 descreve claramente o remanescente fiel de Deus. A ‘perseverança’, ou ‘paciência’, dos santos não reflete tanto uma tolerância passiva a ações hostis, mas uma firme espera por Cristo. Os crentes não apenas seguem os mandamentos, mas também os proclamam ao mundo.”

“Ao mesmo tempo, a ‘fé de Jesus’ pode se referir à fé dos cristãos em Jesus e também à lealdade de Jesus, que conduz fielmente os cristãos em meio às dificuldades. O fim da mensagem do terceiro anjo dirige nossos olhos para Cristo. Mediante Seus méritos e Sua fidelidade, o povo de Deus é capaz de perseverar e guardar Seus mandamentos. ‘Vários me escreveram, indagando se a mensagem da justificação pela fé é a mensagem do terceiro anjo, e tenho respondido: ‘É a mensagem do terceiro anjo, em verdade’’ (Ellen G. White, Mensagens Escolhidas, v. 1, p. 372).”

“Por mais importantes que sejam os mandamentos de Deus para a crise final, Ellen G. White diz que a justificação pela fé é a mensagem dos três anjos ‘em verdade’. Como isso nos ajuda a entender por que devemos confiar apenas em Jesus e em Seus méritos para a salvação, como a grande esperança que nos guiará em meio à crise final?”

Quinta-feira, 12 de dezembro de 2013. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico. Este conteúdo é uma adaptação da LES, veja sua versão original no site da Casa Publicadora Brasileira (CPB).