Os levitas nos campos

Lições da Bíblia

“2. De acordo com Neemias 13:10-14, o que o servo de Deus buscou remediar? Assinale a alternativa correta:”1

Neemias (13:10-14 ARA)2: “10 Também soube que os quinhões dos levitas não se lhes davam, de maneira que os levitas e os cantores, que faziam o serviço, tinham fugido cada um para o seu campo. 11 Então, contendi com os magistrados e disse: Por que se desamparou a Casa de Deus? Ajuntei os levitas e os cantores e os restituí a seus postos. 12 Então, todo o Judá trouxe os dízimos dos cereais, do vinho e do azeite aos depósitos. 13 Por tesoureiros dos depósitos pus Selemias, o sacerdote, Zadoque, o escrivão, e, dentre os levitas, Pedaías; como assistente deles, Hanã, filho de Zacur, filho de Matanias; porque foram achados fiéis, e se lhes encarregou que repartissem as porções para seus irmãos. 14 Por isto, Deus meu, lembra-te de mim e não apagues as beneficências que eu fiz à casa de meu Deus e para o seu serviço.”

A. (   ) A dor e a pobreza das viúvas e dos órfãos.
B. (   ) A escassez dos levitas, que fugiam para o campo porque não havia mais sustento para eles no templo.

Resposta sugestiva: Alternativa B.

“Cantores, porteiros e outros servos do templo tiveram que voltar a trabalhar nos campos para alimentar seus familiares, visto que a obra de Deus não estava sendo sustentada. Todo o sistema de dízimos e ofertas, que havia sido estabelecido de modo tão meticuloso, agora estava em ruínas. Neemias teve que começar de novo. O ato de atirar todos os móveis para fora do aposento revela desespero (Ne 13:8).”1

“Não somente o templo havia sido profanado, mas as ofertas tinham sido mal-empregadas. Isso estava desencorajando a liberalidade do povo. Haviam perdido seu zelo e fervor e relutavam em entregar o dízimo. A tesouraria da casa do Senhor estava pobremente suprida; muitos dos cantores e outros empregados nos serviços do templo, não recebendo sustento suficiente, haviam deixado a obra de Deus para trabalharem em outras partes” (Ellen G. White, Profetas e Reis, p. 670).1

“É impressionante ver que todo o povo de Judá se reuniu novamente e reconstruiu o que havia sido destruído. As pessoas estavam do lado de Neemias, opondo-se a Tobias e a Eliasibe, porque devem ter percebido que o servo de Deus fez tudo o que pôde para o benefício delas. Além disso, o governador confiou os cargos de superintendentes do templo a homens que ele considerava fiéis e confiáveis. Eles receberam a tarefa de coletar os dízimos e as ofertas, certificando-se de que as mercadorias fossem armazenadas adequadamente e distribuindo os recursos para os grupos apropriados. Em outras palavras, parece que o corrupto sistema de liderança foi extirpado de uma só vez.”1

“Embora Neemias tivesse nomeado homens fiéis para a organização do templo, o corrupto Eliasibe, sumo sacerdote, não perdeu sua posição, pois ela havia sido transmitida mediante a descendência de Arão. Sua obra no templo pode ter sido prejudicada porque outras pessoas foram nomeadas para administrar algumas responsabilidades do sumo sacerdote; no entanto, ele ainda mantinha essa função.”1

“Neemias havia orado: ‘Deus meu, lembra-Te de mim e não apagues as beneficências que eu fiz à casa de meu Deus e para o Seu serviço’ (Ne 13:14). O que havia de tão humano nessa oração?”1

Segunda-feira, 09 de dezembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Sacerdotes e levitas como parte da adoração

Lições da Bíblia

“8. Leia Neemias 12:44-47. Por que Judá se regozijou ‘com os sacerdotes e os levitas que ministravam no templo’ (Ne 12:44, NVI)? Por que eles eram importantes?”1

Neemias (12:44-47 ARA): “44 Ainda no mesmo dia, se nomearam homens para as câmaras dos tesouros, das ofertas, das primícias e dos dízimos, para ajuntarem nelas, das cidades, as porções designadas pela Lei para os sacerdotes e para os levitas; pois Judá estava alegre, porque os sacerdotes e os levitas ministravam ali; 45 e executavam o serviço do seu Deus e o da purificação; como também os cantores e porteiros, segundo o mandado de Davi e de seu filho Salomão. 46 Pois já outrora, nos dias de Davi e de Asafe, havia chefes dos cantores, cânticos de louvor e ações de graças a Deus. 47 Todo o Israel, nos dias de Zorobabel e nos dias de Neemias, dava aos cantores e aos porteiros as porções de cada dia; e consagrava as coisas destinadas aos levitas, e os levitas, as destinadas aos filhos de Arão.”

“9. O que a obra dos sacerdotes (que eram levitas) simbolizava? Hb 9:1-11”1

Hebreus (9:1-11 ARA)2: “1 Ora, a primeira aliança também tinha preceitos de serviço sagrado e o seu santuário terrestre. 2 Com efeito, foi preparado o tabernáculo, cuja parte anterior, onde estavam o candeeiro, e a mesa, e a exposição dos pães, se chama o Santo Lugar; 3 por trás do segundo véu, se encontrava o tabernáculo que se chama o Santo dos Santos, 4 ao qual pertencia um altar de ouro para o incenso e a arca da aliança totalmente coberta de ouro, na qual estava uma urna de ouro contendo o maná, o bordão de Arão, que floresceu, e as tábuas da aliança; 5 e sobre ela, os querubins de glória, que, com a sua sombra, cobriam o propiciatório. Dessas coisas, todavia, não falaremos, agora, pormenorizadamente. 6 Ora, depois de tudo isto assim preparado, continuamente entram no primeiro tabernáculo os sacerdotes, para realizar os serviços sagrados;mas, no segundo, o sumo sacerdote, ele sozinho, uma vez por ano, não sem sangue, que oferece por si e pelos pecados de ignorância do povo, 8 querendo com isto dar a entender o Espírito Santo que ainda o caminho do Santo Lugar não se manifestou, enquanto o primeiro tabernáculo continua erguido. 9 É isto uma parábola para a época presente; e, segundo esta, se oferecem tanto dons como sacrifícios, embora estes, no tocante à consciência, sejam ineficazes para aperfeiçoar aquele que presta culto, 10 os quais não passam de ordenanças da carne, baseadas somente em comidas, e bebidas, e diversas abluções, impostas até ao tempo oportuno de reforma. 11 Quando, porém, veio Cristo como sumo sacerdote dos bens já realizados, mediante o maior e mais perfeito tabernáculo, não feito por mãos, quer dizer, não desta criação,

“‘A intercessão de Cristo no santuário celestial, em prol do homem, é tão essencial ao plano da redenção como Sua morte na cruz. Por Sua morte iniciou essa obra para cuja conclusão ascendeu ao Céu, após ressurgir. Pela fé devemos penetrar até o interior do véu, onde nosso Precursor entrou por nós’ (Hb 6:20; Ellen G. White, O Grande Conflito, p. 489).”

“Embora as pessoas naquela época certamente não tivessem a luz que temos atualmente, elas entendiam o suficiente para saber que a obra dos levitas, que eram os únicos que podiam ministrar no templo, era muito importante. Eles estavam animados com o fato de que a obra de Deus seria feita por meio deles.”1

“A nação tinha passado tempo com Deus, lendo Sua Palavra, orando, adorando e se reconsagrando a Ele. Em meio a tudo isso, o povo percebeu que os ministérios do templo haviam sido negligenciados e precisavam ser restaurados. Agora que eles tinham sido estabelecidos novamente, alegraram-se com a importante obra que os levitas fariam em seu favor. Deus impressionou os judeus com a ideia de que os ministérios do templo faziam parte de Seu plano para a adoração.”1

“Infelizmente, muitas vezes não damos o devido valor aos ministros, mestres da Palavra e músicos. Mesmo na época de Neemias, a assistência aos levitas às vezes era forte e às vezes fraca. Com frequência, os levitas precisavam desempenhar outras funções para sustentar sua família porque as pessoas paravam de entregar seus dízimos e ofertas.”1

“Sem dízimos e ofertas, não há igreja mundial organizada. Se quisermos que nossos ministérios continuem, devemos nos comprometer a auxiliar os ministros por meio de contribuições monetárias e pelo reconhecimento verbal. Embora a igreja não seja perfeita, isso não deve enfraquecer nossa doação a Deus a fim de que Sua obra possa continuar ao redor do mundo.”1

Quinta-feira, 05 de dezembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Na cidade santa

Lições da Bíblia

“8. Leia Neemias 11:1, 2. Por que os judeus tiveram que lançar sortes para ver quem teria que morar em Jerusalém em vez de morar nas outras cidades?”1

Neemias (11:1, 2 ARA)2: “1 Os príncipes do povo habitaram em Jerusalém, mas o seu restante deitou sortes para trazer um de dez para que habitasse na santa cidade de Jerusalém; e as nove partes permaneceriam em outras cidades. 2 O povo bendisse todos os homens que voluntariamente se ofereciam ainda para habitar em Jerusalém.”.

“Oque Neemias 11 nos ensina? Era necessário conseguir novos moradores para Jerusalém dentre os que haviam acabado de retornar ao país após o exílio.”1

“Parece que era mais fácil viver no campo do que na cidade. As pessoas tinham suas terras, herdadas de seus antepassados. Abandoná-las e ir morar em Jerusalém era um sacrifício, e muitos podiam, com razão, sentir que seriam desarraigados se fizessem isso. A vida teria novos desafios, e um estilo de vida urbano seria diferente da experiência em uma área rural. Mudar-se para um ambiente novo e desconhecido é sempre difícil.”1

“É muito desafiador mudar para uma nova cidade ou país onde o evangelho precisa ser disseminado! Cumprir a missão nas cidades requer disposição para experimentar novas aventuras e dificuldades.”1

“Nossos obreiros não estão alcançando o que deveriam. Nossos líderes não se despertaram para a obra que deve ser feita. Quando penso nas cidades nas quais pouco foi feito, onde há milhares que precisam ser advertidos da breve volta do Salvador, sinto um intenso desejo de ver homens e mulheres saindo para a obra com o poder do Espírito, cheios do amor de Cristo por corações que perecem” (Ellen G. White, Testemunhos Para a Igreja, v. 7, p. 40).1

“9. Por que a longa lista de sacerdotes e levitas é mencionada em Neemias 12:1-26? Qual é a conexão entre eles e a dedicação do muro de Jerusalém, descrita na segunda parte do mesmo capítulo (Ne 12:27-47)?”1

Neemias (12:1-26 ARA): 1 São estes os sacerdotes e levitas que subiram com Zorobabel, filho de Sealtiel, e com Jesua: Seraías, Jeremias, Esdras, 2 Amarias, Maluque, Hatus, 3 Secanias, Reum, Meremote, 4 Ido, Ginetoi, Abias, 5 Miamim, Maadias, Bilga, 6 Semaías, Joiaribe, Jedaías, 7 Salu, Amoque, Hilquias e Jedaías; estes foram os chefes dos sacerdotes e de seus irmãos, nos dias de Jesua. 8 Também os levitas Jesua, Binui, Cadmiel, Serebias, Judá e Matanias; este e seus irmãos dirigiam os louvores. 9 Baquebuquias e Uni, seus irmãos, estavam defronte deles, cada qual no seu mister. 10 Jesua gerou a Joiaquim, Joiaquim gerou a Eliasibe, Eliasibe gerou a Joiada, 11 Joiada gerou a Jônatas, e Jônatas gerou a Jadua. 12 Nos dias de Joiaquim, foram sacerdotes, cabeças de famílias: de Seraías, Meraías; de Jeremias, Hananias; 13 de Esdras, Mesulão; de Amarias, Joanã; 14 de Maluqui, Jônatas; de Sebanias, José; 15 de Harim, Adna; de Meraiote, Helcai; 16 de Ido, Zacarias; de Ginetom, Mesulão; 17 de Abias, Zicri; de Miniamim e de Moadias, Piltai; 18 de Bilga, Samua; de Semaías, Jônatas; 19 de Joiaribe, Matenai; de Jedaías, Uzi; 20 de Salai, Calai; de Amoque, Héber; 21 de Hilquias, Hasabias; de Jedaías, Netanel. 22 Dos levitas, nos dias de Eliasibe, foram inscritos como cabeças de famílias Joiada, Joanã e Jadua, como também os sacerdotes, até ao reinado de Dario, o persa. 23 Os filhos de Levi foram inscritos como cabeças de famílias no Livro das Crônicas, até aos dias de Joanã, filho de Eliasibe. 24 Foram, pois, chefes dos levitas: Hasabias, Serebias e Jesua, filho de Cadmiel; os irmãos deles lhes estavam fronteiros para louvarem e darem graças, segundo o mandado de Davi, homem de Deus, coro contra coro. 25 Matanias, Baquebuquias, Obadias, Mesulão, Talmom e Acube eram porteiros e faziam a guarda aos depósitos das portas. 26 Estes viveram nos dias de Joiaquim, filho de Jesua, filho de Jozadaque, e nos dias de Neemias, o governador, e de Esdras, o sacerdote e escriba.”

Neemias (12:27-47 ARA)2: 27 Na dedicação dos muros de Jerusalém, procuraram aos levitas de todos os seus lugares, para fazê-los vir a fim de que fizessem a dedicação com alegria, louvores, canto, címbalos, alaúdes e harpas. 28 Ajuntaram-se os filhos dos cantores, tanto da campina dos arredores de Jerusalém como das aldeias dos netofatitas, 29 como também de Bete-Gilgal e dos campos de Geba e de Azmavete; porque os cantores tinham edificado para si aldeias nos arredores de Jerusalém. 30 Purificaram-se os sacerdotes e os levitas, que também purificaram o povo e as portas e o muro. 31 Então, fiz subir os príncipes de Judá sobre o muro e formei dois grandes coros em procissão, sendo um à mão direita sobre a muralha para o lado da Porta do Monturo. 32 Após eles, ia Hosaías e a metade dos príncipes de Judá, 33 Azarias, Esdras, Mesulão, 34 Judá, Benjamim, Semaías e Jeremias; 35 e dos filhos dos sacerdotes, com trombetas: Zacarias, filho de Jônatas, filho de Semaías, filho de Matanias, filho de Micaías, filho de Zacur, filho de Asafe, 36 e seus irmãos, Semaías, Azarel, Milalai, Gilalai, Maai, Netanel, Judá e Hanani, com os instrumentos músicos de Davi, homem de Deus; Esdras, o escriba, ia adiante deles. 37 À entrada da Porta da Fonte, subiram diretamente as escadas da Cidade de Davi, onde se eleva o muro por sobre a casa de Davi, até à Porta das Águas, do lado oriental. 38 O segundo coro ia em frente, e eu, após ele; metade do povo ia por cima do muro, desde a Torre dos Fornos até ao Muro Largo; 39 e desde a Porta de Efraim, passaram por cima da Porta Velha e da Porta do Peixe, pela Torre de Hananel, pela Torre dos Cem, até à Porta do Gado; e pararam à Porta da Guarda. 40 Então, ambos os coros pararam na Casa de Deus, como também eu e a metade dos magistrados comigo. 41 Os sacerdotes Eliaquim, Maaseias, Miniamim, Micaías, Elioenai, Zacarias e Hananias iam com trombetas, 42 como também Maaseias, Semaías, Eleazar, Uzi, Joanã, Malquias, Elão e Ezer; e faziam-se ouvir os cantores sob a direção de Jezraías. 43 No mesmo dia, ofereceram grandes sacrifícios e se alegraram; pois Deus os alegrara com grande alegria; também as mulheres e os meninos se alegraram, de modo que o júbilo de Jerusalém se ouviu até de longe. 44 Ainda no mesmo dia, se nomearam homens para as câmaras dos tesouros, das ofertas, das primícias e dos dízimos, para ajuntarem nelas, das cidades, as porções designadas pela Lei para os sacerdotes e para os levitas; pois Judá estava alegre, porque os sacerdotes e os levitas ministravam ali; 45 e executavam o serviço do seu Deus e o da purificação; como também os cantores e porteiros, segundo o mandado de Davi e de seu filho Salomão. 46 Pois já outrora, nos dias de Davi e de Asafe, havia chefes dos cantores, cânticos de louvor e ações de graças a Deus. 47 Todo o Israel, nos dias de Zorobabel e nos dias de Neemias, dava aos cantores e aos porteiros as porções de cada dia; e consagrava as coisas destinadas aos levitas, e os levitas, as destinadas aos filhos de Arão.

“Deus deseja que tudo seja feito de modo apropriado. Antes que grandes obras sejam realizadas, são necessárias pessoas consagradas. Essas famílias sacerdotais haviam ajudado Neemias a construir o muro. Assim podiam adorar o Deus vivo no templo de modo seguro e sem intervenção externa. O muro era importante para manter a segurança, mas a adoração verdadeira estaria em risco sem a presença de sacerdotes dedicados. Por isso, o povo, em suas várias funções, tinha seu papel a desempenhar.”1

Quinta-feira, 28 de novembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Onde estão os sacerdotes?

Lições da Bíblia

“Como vimos ontem, o cumprimento maravilhoso de uma profecia trouxe os judeus de volta da Babilônia.”1

“No entanto, assim como ocorre com tudo que envolve o ser humano, existiam problemas. Um deles era que, apesar de todas as promessas de restauração após o exílio, muitos judeus não quiseram retornar à terra de seus antepassados. Isto é, eles preferiram ficar em Babilônia. Qual foi a razão para isso?”

“5. Leia Esdras 8:1-15. De acordo com o verso 15, qual era a grande inquietação? Por que isso preocupava alguém que desejava restabelecer a nação de Israel em sua antiga terra natal? Assinale a alternativa correta:”1

Esdras (8:1-15 ARA)2: “1 São estes os cabeças de famílias, com as suas genealogias, os que subiram comigo da Babilônia, no reinado do rei Artaxerxes: 2 dos filhos de Fineias, Gérson; dos filhos de Itamar, Daniel; dos filhos de Davi, Hatus; 3 dos filhos de Secanias, dos filhos de Parós, Zacarias, e, com ele, foram registrados cento e cinquenta homens. 4 Dos filhos de Paate-Moabe, Elioenai, filho de Zeraías, e, com ele, duzentos homens. 5 Dos filhos de Secanias, o filho de Jaaziel, e, com ele, trezentos homens. 6 Dos filhos de Adim, Ebede, filho de Jônatas, e, com ele, cinquenta homens. 7 Dos filhos de Elão, Jesaías, filho de Atalias, e, com ele, setenta homens. 8 Dos filhos de Sefatias, Zebadias, filho de Micael, e, com ele, oitenta homens. 9 Dos filhos de Joabe, Obadias, filho de Jeiel, e, com ele, duzentos e dezoito homens. 10 Dos filhos de Bani, Selomite, filho de Josifias, e, com ele, cento e sessenta homens. 11 Dos filhos de Bebai, Zacarias, o filho de Bebai, e, com ele, vinte e oito homens. 12 Dos filhos de Azgade, Joanã, o filho de Hacatã, e, com ele, cento e dez homens. 13 Dos filhos de Adonicão, últimos a chegar, seus nomes eram estes: Elifelete, Jeiel e Semaías, e, com eles, sessenta homens. 14 Dos filhos de Bigvai, Utai e Zabude, e, com eles, setenta homens. 15 Ajuntei-os perto do rio que corre para Aava, onde ficamos acampados três dias. Passando revista ao povo e aos sacerdotes e não tendo achado nenhum dos filhos de Levi,

A. (   ) Esdras não achou levitas entre o povo. A inquietação era: quem cuidaria do templo em Jerusalém?
B. (   ) O povo começou a oferecer seus filhos em sacrifício. Esdras temia que essa prática corrompesse o povo em Jerusalém.

Resposta sugestiva: Alternativa A.

“O fato é que nem todos os judeus de Babilônia, incluindo alguns levitas, queriam retornar. Vários fatores poderiam estar envolvidos. Muitos desses judeus tinham nascido e crescido no novo país, e essa era sua única experiência. Alguns talvez não desejassem fazer a longa e perigosa viagem para uma terra que eles não conheciam. Por fim, apesar dos desafios, eles levaram levitas suficientes para ministrar no templo (veja a lição de quinta-feira).”1

“Naquele momento, os judeus tinham permanecido na terra do exílio por quase um século e meio. Escavações em Nippur trouxeram à luz vários documentos que mostram a riqueza de muitos judeus que viviam na região da Mesopotâmia durante o reinado de Artaxerxes I. Portanto, deve ter sido uma tarefa difícil para Esdras convencer muitos deles a retornar em sua companhia. Os colonos que voltaram podiam esperar apenas uma vida de árduo pioneirismo na antiga pátria, com muito menos conforto do que tinham em Babilônia. Em vista dessas considerações, é surpreendente que Esdras tenha sido bem-sucedido em convencer quase 2 mil famílias a retornar ao seu país de origem com os seus irmãos” (Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, v. 3, p. 408).1

“‘Através de muitas tribulações, nos importa entrar no reino de Deus’ (At 14:22). Qual é a realidade das provações e dificuldades para os que desejam servir ao Senhor fielmente?”1

Terça-feira, 26 de novembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.