A eleição da graça

Lições da Bíblia

“2. Leia Romanos 11:1-7. Qual ensino comum essa passagem nega de maneira clara e irrevogável?”1

Romanos (11:1-7 ARA)2: “1 Pergunto, pois: terá Deus, porventura, rejeitado o seu povo? De modo nenhum! Porque eu também sou israelita da descendência de Abraão, da tribo de Benjamim. 2 Deus não rejeitou o seu povo, a quem de antemão conheceu. Ou não sabeis o que a Escritura refere a respeito de Elias, como insta perante Deus contra Israel, dizendo: 3 Senhor, mataram os teus profetas, arrasaram os teus altares, e só eu fiquei, e procuram tirar-me a vida. 4 Que lhe disse, porém, a resposta divina? Reservei para mim sete mil homens, que não dobraram os joelhos diante de Baal. 5 Assim, pois, também agora, no tempo de hoje, sobrevive um remanescente segundo a eleição da graça. 6 E, se é pela graça, já não é pelas obras; do contrário, a graça já não é graça. 7 Que diremos, pois? O que Israel busca, isso não conseguiu; mas a eleição o alcançou; e os mais foram endurecidos,”.

“Na primeira parte de sua resposta à pergunta: ‘Terá Deus, porventura, rejeitado o Seu povo?’, Paulo mostrou que há um remanescente, uma eleição da graça como prova de que Deus não tinha rejeitado Seu povo. A salvação está disponível a todos os que a aceitam, tanto judeus quanto gentios.”1

“Devemos lembrar que os primeiros convertidos ao cristianismo eram todos judeus (por exemplo, o grupo convertido no dia de Pentecostes). Foi preciso uma visão especial e um milagre para convencer Pedro de que os gentios tinham igual acesso à graça de Cristo (At 10; compare com At 15:7-9) e de que o evangelho também deveria ser levado a eles.”1

“3. Leia Romanos 11:7-10. Será que Paulo estava dizendo que Deus propositadamente cegou os israelitas que haviam rejeitado Jesus para que eles não enxergassem a salvação? O que há de errado com essa ideia? Assinale a alternativa correta:”1

Romanos (11:7-10 ARA)2: “7 Que diremos, pois? O que Israel busca, isso não conseguiu; mas a eleição o alcançou; e os mais foram endurecidos, 8 como está escrito: Deus lhes deu espírito de entorpecimento, olhos para não ver e ouvidos para não ouvir, até ao dia de hoje. 9 E diz Davi: Torne-se-lhes a mesa em laço e armadilha, em tropeço e punição; 10 escureçam-se-lhes os olhos, para que não vejam, e fiquem para sempre encurvadas as suas costas.

A.( ) Não. Deus elegeu todo o povo de Israel para a salvação. Uma parte da nação foi cegada em relação às funções que deviam desempenhar na causa de Deus.
B.( ) Sim, pois Deus privilegia alguns com a luz da salvação, enquanto outros são privados do evangelho.

Resposta sugestiva: Alternativa A.

“Em Romanos 11:8-10, Paulo citou o Antigo Testamento, que os judeus aceitavam como autorizado. As passagens que Paulo citou retratam Deus dando a Israel um espírito de entorpecimento, impedindo-o de ver e ouvir. Será que Deus cega os olhos das pessoas para impedi-las de ver a luz que as levaria à salvação? Jamais! Essas passagens devem ser compreendidas à luz da explicação de Romanos 9. Paulo não estava falando da salvação individual, pois, em relação à salvação, Deus não rejeita nenhum grupo de pessoas. Assim como tem sido o tempo todo, a questão aqui trata da função que essas pessoas desempenham em Sua obra.”1

“O que há de errado com a ideia de que Deus rejeita grupos de pessoas em termos de salvação? Por que isso vai contra o ensino do evangelho, que em seu cerne mostra que Cristo morreu para salvar todos os seres humanos? No caso dos judeus, como essa ideia levou a resultados trágicos?”1

Segunda-feira, 11 de dezembro de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da escola sabatina. Salvação somente pela fé: o livro de Romanos. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 490, Out. Nov. Dez. 2017. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Os eleitos

Lições da Bíblia

Terá Deus, porventura, rejeitado o Seu povo? De modo nenhum! Porque eu também sou israelita da descendência de Abraão, da tribo de Benjamim” (Rm 11:1).1

“A lição desta semana abrange Romanos 10 e 11, com um foco especial no capítulo 11. É importante ler os dois capítulos na íntegra a fim de continuar seguindo a linha de raciocínio de Paulo.”1

“Esses dois capítulos foram e continuam sendo o ponto central de muitas discussões. Um ponto, no entanto, torna-se evidente em todas elas: Deus ama a humanidade e Seu grande desejo é ver todo ser humano salvo. Não há rejeição coletiva em termos de salvação. Romanos 10 deixa muito claro que ‘não há diferença entre judeu e grego’ (Rm 10:12): todos são pecadores e todos precisam da graça de Deus concedida ao mundo por meio de Jesus Cristo. Essa graça chega a todos, não por nacionalidade, nem por nascimento, nem por obras da lei, mas pela fé em Jesus, que morreu como Substituto dos pecadores de todos os lugares. As funções podem mudar, mas o plano fundamental da salvação jamais mudará.”1

“Paulo continuou com esse tema no capítulo 11. Como foi mencionado anteriormente, é importante entender que, quando Paulo falou sobre eleição e vocação, a questão não era a salvação, mas o plano de Deus para alcançar o mundo. Com relação à salvação, nenhum grupo foi rejeitado. Essa nunca foi a questão. Em vez disso, depois da cruz e da introdução do evangelho aos gentios, especialmente por meio de Paulo, o movimento inicial de cristãos – judeus e gentios – tomou para si a responsabilidade de evangelizar o mundo.”1

Sábado, 09 de dezembro de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da escola sabatina. Salvação somente pela fé: o livro de Romanos. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 490, Out. Nov. Dez. 2017. Adulto, Professor.

Um mistério revelado. “[…] que veio endurecimento em parte a Israel, até que haja entrado a plenitude dos gentios.” (Rm 11:25)

Lições da Bíblia.

“Porque não quero, irmãos, que ignoreis este mistério (para que não sejais presumidos em vós mesmos): que veio endurecimento em parte a Israel, até que haja entrado a plenitude dos gentios. E, assim, todo o Israel será salvo, como está escrito: Virá de Sião o Libertador e ele apartará de Jacó as impiedades. Esta é a minha aliança com eles, quando eu tirar os seus pecados.” (Rom. 11:25-27)

“Por séculos, os cristãos têm discutido e debatido estes poucos versos. Mas alguns pontos estão claros. De início, todo o teor aqui é de que Deus tem interesse na salvação dos judeus. O que Paulo está declarando vem em resposta à pergunta suscitada no princípio do capítulo: ‘Terá Deus, porventura, rejeitado o Seu povo?’ Sua resposta, evidentemente, é: Não! e sua explicação é (1) que a cegueira (grego porosis, dureza) é só ‘em parte’ e (2) que é só temporária, ‘até que haja entrado a plenitude dos gentios’.”

“O que significa ‘a plenitude dos gentios’? Muitos veem essa frase como uma forma de expressar o cumprimento da comissão evangélica, em que todo o mundo ouve o evangelho. “A plenitude dos gentios” veio quando o evangelho foi pregado em todos os lugares. A fé demonstrada por Israel, manifestada em Cristo, é universalizada. O evangelho foi pregado a todo o mundo. A vinda de Jesus está próxima. Neste momento, então, muitos judeus começam a vir a Jesus.”

“Outro ponto difícil é o significado de ‘todo o Israel será salvo’ (v. 26). Isso não deve ser interpretado como que por algum decreto divino, todos os judeus terão a salvação no tempo do fim. Em nenhuma parte as Escrituras pregam o universalismo, nem para a humanidade inteira nem para um segmento em particular. Paulo espera salvar ‘alguns deles’ (v. 14). Alguns aceitaram o Messias, alguns O rejeitaram, como sucede com todos os povos.”

“Há uma poderosa obra a ser feita no mundo. O Senhor declarou que os gentios serão recolhidos, e não somente os gentios, mas também os judeus. Há entre os judeus muitos que serão convertidos e por meio de quem veremos a salvação de Deus sair como lâmpada ardente. Há judeus por toda parte, e a eles deve ser levada a luz da verdade presente. Há entre eles muitos que virão para a luz, e que proclamarão a imutabilidade da lei de Deus com admirável poder. O Senhor Deus atuará. Fará coisas maravilhosas em justiça” (Ellen G. White, Evangelismo, p. 578).

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina – Quarta-Feira, 08 de setembro de 2011. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico.

Este conteúdo é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress.

Para impressão acesse arquivo em formato PDF

A eleição da graça. “[…] no tempo de hoje, sobrevive um remanescente segundo a eleição da graça.” (Rm 11:5).

Lições da Bíblia.

“Pergunto, pois: terá Deus, porventura, rejeitado o seu povo? De modo nenhum! Porque eu também sou israelita da descendência de Abraão, da tribo de Benjamim. Deus não rejeitou o seu povo, a quem de antemão conheceu. Ou não sabeis o que a Escritura refere a respeito de Elias, como insta perante Deus contra Israel, dizendo: Senhor, mataram os teus profetas, arrasaram os teus altares, e só eu fiquei, e procuram tirar-me a vida. Que lhe disse, porém, a resposta divina? Reservei para mim sete mil homens, que não dobraram os joelhos diante de Baal. Assim, pois, também agora, no tempo de hoje, sobrevive um remanescente segundo a eleição da graça. E, se é pela graça, já não é pelas obras; do contrário, a graça já não é graça. Que diremos, pois? O que Israel busca, isso não conseguiu; mas a eleição o alcançou; e os mais foram endurecidos,” (Rom. 11:1-7).

“’Na primeira parte de sua resposta à pergunta: ‘Terá Deus, porventura, rejeitado o Seu povo?’ Paulo aponta para um remanescente, uma eleição da graça, como prova de que Deus não rejeitou Seu povo. A salvação está aberta a todos os que a aceitarem, tanto judeus como gentios.”

“Nestes versos, Paulo cita o Antigo Testamento, uma autoridade que os judeus aceitavam. As passagens que Paulo cita representam Deus como dando a Israel um espírito de entorpecimento, impedindo-os de ver e ouvir. Deus cega os olhos das pessoas para impedi-las de ver a luz que as levaria à salvação? Nunca! […] Paulo não está falando de salvação individual, pois Deus não rejeita ninguém coletivamente para a salvação. O assunto neste verso, ao contrário, como foi desde o princípio, se refere ao papel que esse povo teve em Sua obra.”

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina – Segunda-feira, 06 de setembro de 2011. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico.

Este conteúdo é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress.

Para impressão acesse arquivo em formato PDF

Escolhido Para Quê?

Lições da Bíblia.

“Há uma eleição de indivíduos e de um povo, a única eleição encontrada na Palavra de Deus, em que um homem é escolhido para a salvação. Muitos têm olhado para o fim, pensando terem sido certamente eleitos para a glória celestial; mas não é esta a eleição que a Bíblia revela. O homem é escolhido para efetuar a sua salvação com temor e tremor. É escolhido para envergar a armadura, para pelejar a boa peleja da fé. É escolhido para usar os meios que Deus colocou ao seu alcance para lutar contra todo o desejo profano, enquanto Satanás executa o jogo da vida pela sua alma. É escolhido para vigiar em oração, para examinar as Escrituras, e evitar entrar em tentação. É eleito para ter fé continuamente, é eleito para ser obediente a cada palavra que procede da boca de Deus, para que não seja apenas ouvinte, mas praticante da Palavra. Essa é a eleição bíblica.

Visto ter sido dada grande luz, visto terem os homens, como os príncipes de Israel, subido ao monte, e terem tido o privilégio de ter comunhão com Deus, sendo-lhes permitido habitar na luz de Sua glória – pensarem esses que assim foram favorecidos que depois podem pecar, e corromper seus caminhos diante de Deus, e ainda continuar como se estivessem fazendo a vontade de Deus, como se Este não anotasse os pecados contra eles porque assim haviam sido honrados por Deus, é um engano fatal. A grande luz e privilégios concedidos requerem juros de virtude e santidade correspondentes à luz que lhes foi dada. Nada menos que isto será aceito por Deus.

Mas essas grandes manifestações dadas por Deus nunca nos devem levar a adormecer a ponto de termos uma falsa segurança ou de sermos descuidados. Nunca devem consentir na licenciosidade, ou fazer com que os que as recebem sintam que Deus não os censurará, por pensarem que ele depende da habilidade e do conhecimento deles para desempenhar uma parte na grande obra. Todas essas vantagens dadas por Deus, são meios Seus para ativar o ardor no espírito, zelo no esforço e rigor no desempenho de Sua santa vontade.” (Ellen G. White, Testemunhos Para Ministros e Obreiros Evangélicos, p. 453, 454).

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina – Sexta-feira, 03 de setembro de 2011. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico.

Este conteúdo é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress, Livejournal.

Para impressão acesse arquivo em formato PDF

Ammi: “Meu Povo”. “[…] Ainda que o número dos filhos de Israel seja como a areia do mar, o remanescente é que será salvo.” (Rm 9:27).

Lições da Bíblia.

“Em Romanos 9:25, Paulo cita Oseias 2:23 e, no verso 26 ele cita Oseias 1:10. O contexto é que Deus instruiu Oseias a tomar ‘uma mulher de prostituições’ (Os 1:2) como ilustração da relação de Deus para com Israel, porque a nação havia seguido deuses estranhos. Os filhos nascidos desse casamento receberam nomes que significavam rejeição e castigo de Deus sobre o Israel idólatra. A terceira criança foi chamada de Loammi (Os 1:9), que significava, literalmente, ‘não meu povo’.”

“Mas, em meio a tudo isso, Oseias predisse que viria o dia em que, depois de castigar Seu povo, Deus restabeleceria sua fortuna, removeria seus deuses falsos e faria uma aliança com Israel (Veja Os 2:11-19). Nesse momento, aqueles que eram Loammi, ‘não meu povo’, se tornariam Ammi, ‘meu povo’.”

“Nos dias de Paulo, disse ele, Ammi ‘somos nós… não só dentre os judeus, mas também dentre os gentios’ (Rm 9:24). Que apresentação clara e poderosa do evangelho, que desde o começo foi planejado para o mundo inteiro! Não nos devemos admirar de que tiramos parte de nosso chamado deste verso: ‘Vi outro anjo voando pelo meio do céu, tendo um evangelho eterno para pregar aos que se assentam sobre a Terra, e a cada nação, e tribo, e língua, e povo’ (Ap 14:6). Hoje, como nos dias de Paulo, e como nos dias do antigo Israel, as boas-novas de salvação precisam ser levadas a todo o mundo.”

Entretanto, Paulo afirma que só o remanescente será salvo. “Assim como também diz em Oséias: Chamarei povo meu ao que não era meu povo; e amada, à que não era amada; e no lugar em que se lhes disse: Vós não sois meu povo, ali mesmo serão chamados filhos do Deus vivo. Mas, relativamente a Israel, dele clama Isaías: Ainda que o número dos filhos de Israel seja como a areia do mar, o remanescente é que será salvo. Porque o Senhor cumprirá a sua palavra sobre a terra, cabalmente e em breve; como Isaías já disse: Se o Senhor dos Exércitos não nos tivesse deixado descendência, ter-nos-íamos tornado como Sodoma e semelhantes a Gomorra.” (Rom. 9:25-29)

“O fato de que alguns dos patrícios de Paulo rejeitavam o apelo do evangelho trazia ‘grande tristeza e incessante dor’ a seu coração (Rm 9:2). Mas, pelo menos, havia um remanescente. As promessas de Deus não falham, mesmo quando a humanidade falha. A esperança que podemos ter é que, no fim, as promessas de Deus se cumprirão e, se reivindicarmos essas promessas para nós mesmos, elas se cumprirão também em nós.”

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina – Quarta-feira, 01 de setembro de 2011. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico.

Este conteúdo é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress, Livejournal.

Para impressão acesse arquivo em formato PDF

Eleitos. “[…] Como está escrito: Amei Jacó, porém Me aborreci de Esaú” (Rm 9:13).

Lições da Bíblia.

“Já fora dito a ela [Rebeca]: O mais velho será servo do mais moço. Como está escrito: Amei Jacó, porém Me aborreci de Esaú” (Rm 9:12, 13).

“[…] Paulo não está falando da salvação individual. Aqui, ele está falando dos papéis específicos que Deus estava chamando certos indivíduos a desempenhar. Deus quis que Jacó fosse o progenitor do povo que seria Seu agente evangelizador especial no mundo. Nesta passagem, não existe nenhuma indicação de que Esaú não poderia ser salvo. Deus queria que ele fosse salvo tanto quanto deseja que todos os homens o sejam.”

“Que diremos, pois? Há injustiça da parte de Deus? De modo nenhum! Pois ele diz a Moisés: Terei misericórdia de quem me aprouver ter misericórdia e compadecer-me-ei de quem me aprouver ter compaixão.” (Rom. 9:14-15)

“Novamente, Paulo não está falando de salvação individual, porque, nesse assunto, Deus estende a misericórdia a todos, pois Ele “deseja que todos os homens sejam salvos” (1Tm 2:4). “A graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens” (Tt 2:11). Mas Deus pode escolher as nações para desempenhar uma função e, embora elas possam se recusar a fazer isso, não podem evitar a escolha de Deus. Por mais que Esaú desejasse, ele não poderia ter se tornado antepassado do Messias nem do povo escolhido.”

“Finalmente, essa não foi uma escolha arbitrária por parte de Deus, esse não foi um decreto divino, pelo qual Esaú foi impedido de obter a salvação. Os dons de Sua graça por meio de Cristo são livres a todos. Todos fomos eleitos para ser salvos, não perdidos (Ef 1:4, 5; 2Pe 1:10). São as nossas próprias escolhas, não as de Deus, que nos afastam da promessa da vida eterna em Cristo. Jesus morreu por todos os seres humanos. Mas Deus deixou em Sua Palavra as condições pelas quais todos serão eleitos para a vida eterna: fé em Cristo, que leva o pecador justificado à obediência.”

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina – Segunda-feira, 30 de agosto de 2011. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico.

Este conteúdo é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress, Livejournal.

Para impressão acesse arquivo em formato PDF