A eleição de Israel (Dt 7:7)

Lições da Bíblia1

A tradição judaica ensina que Deus fez a aliança com Israel somente porque outras nações a rejeitaram primeiro. Embora não exista evidência bíblica para essa posição, ela ajuda a chamar a atenção para o fato de que, seja qual for o motivo da escolha da nação hebraica, este não foi baseado em merecimento dessa elevada honra e privilégio. Os filhos de Israel não tinham mérito por si mesmos que os tornasse dignos do amor de Deus e da escolha deles como povo de Deus. Eram poucos em número e, como um grupo de tribos escravizadas, eram fracos sob o ponto de vista político e militar. Além disso, em termos de cultura e religião, eles eram misturados, irrelevantes e sem muita influência. Portanto, a causa fundamental para a eleição de Israel foi o mistério do amor e da graça de Deus.

1. É preciso ter cuidado ao analisar a ideia da eleição, pois ela tem grande potencial para equívocos teológicos. Para qual finalidade Deus escolheu os israelitas? Para que fossem resgatados, enquanto todos os outros foram escolhidos para a rejeição e a perdição? Ou foram escolhidos para ser veículos que oferecessem ao mundo o que tinha sido oferecido a eles? Êx 19:6; Is 56:7; Hb 2:9

Êx 19:6 (ARA)2: “vós me sereis reino de sacerdotes e nação santa. São estas as palavras que falarás aos filhos de Israel.”

Is 56:7 (ARA)2: “também os levarei ao meu santo monte e os alegrarei na minha Casa de Oração; os seus holocaustos e os seus sacrifícios serão aceitos no meu altar, porque a minha casa será chamada Casa de Oração para todos os povos.”

Hb 2:9 (ARA)2: “vemos, todavia, aquele que, por um pouco, tendo sido feito menor que os anjos, Jesus, por causa do sofrimento da morte, foi coroado de glória e de honra, para que, pela graça de Deus, provasse a morte por todo homem.

Como adventistas, entendemos que somos o Israel moderno, chamados pelo Senhor, não para ser os únicos redimidos, mas para proclamar ao mundo a mensagem de redenção, no contexto das três mensagens angélicas. Em resumo, acreditamos que temos algo a dizer que ninguém mais está dizendo. Essa também era, fundamentalmente, a situação com o antigo Israel. O objetivo da eleição de Israel não era transformar a nação hebraica em algum clube exclusivo, que acumulasse a promessa de salvação e redenção para si. Ao contrário, se cremos que Cristo morreu por toda a humanidade (Hb 2:9), a redenção que o Senhor ofereceu a Israel também foi oferecida a todo o mundo. Israel deveria ser o veículo pelo qual essa redenção seria comunicada. Nossa igreja foi chamada para fazer a mesma coisa.

Examine sua função na igreja. O que você pode fazer para promover a obra para a qual fomos chamados? Lembre-se: se não está ajudando, é provável que esteja, em certo grau, atrapalhando. Se Deus escolheu salvá-lo por amor, por que não servi-Lo compartilhando a mensagem de salvação?

Domingo, 16 de maio de 2021. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. A promessa: a aliança eterna de Deus. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 504, abr. maio. jun. 2021. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.