Estudo da Bíblia e comunhão

Lições da Bíblia

“5.Leia Atos 2:42. Quais eram alguns elementos da adoração cristã primitiva? Complete as lacunas:”1

E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações” (At 2:42).

“‘E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão’ (At 2:42). Desde os primórdios da igreja, a adoração tem sido caracterizada pela centralidade do estudo da Palavra de Deus, que nos foi dada pelos apóstolos e profetas. Os primeiros cristãos foram fiéis ao que as Escrituras revelam sobre Jesus, o Messias. Eles estavam em constante comunhão a fim de compartilhar entre si as bênçãos que Deus lhes tinha dado e se encorajarem mutuamente em sua caminhada espiritual. Na Palavra de Deus, eles extraíram as verdades sagradas que se tornaram o fundamento de sua mensagem ao mundo.”1

“6. O que as seguintes passagens declaram sobre a importância de estudar a Palavra de Deus em comunhão com outros cristãos?”1

2Rs 22:8-13 “8 Então, disse o sumo sacerdote Hilquias ao escrivão Safã: Achei o Livro da Lei na Casa do SENHOR. Hilquias entregou o livro a Safã, e este o leu. 9 Então, o escrivão Safã veio ter com o rei e lhe deu relatório, dizendo: Teus servos contaram o dinheiro que se achou na casa e o entregaram nas mãos dos que dirigem a obra e têm a seu cargo a Casa do SENHOR. 10 Relatou mais o escrivão Safã ao rei, dizendo: O sacerdote Hilquias me entregou um livro. E Safã o leu diante do rei. 11 Tendo o rei ouvido as palavras do Livro da Lei, rasgou as suas vestes. 12 Ordenou o rei a Hilquias, o sacerdote, a Aicão, filho de Safã, a Acbor, filho de Micaías, a Safã, o escrivão, e a Asaías, servo do rei, dizendo: 13 Ide e consultai o SENHOR por mim, pelo povo e por todo o Judá, acerca das palavras deste livro que se achou; porque grande é o furor do SENHOR que se acendeu contra nós, porquanto nossos pais não deram ouvidos às palavras deste livro, para fazerem segundo tudo quanto de nós está escrito.

At 17:10, 11 “10 E logo, durante a noite, os irmãos enviaram Paulo e Silas para Beréia; ali chegados, dirigiram-se à sinagoga dos judeus. 11 Ora, estes de Beréia eram mais nobres que os de Tessalônica; pois receberam a palavra com toda a avidez, examinando as Escrituras todos os dias para ver se as coisas eram, de fato, assim.

2Tm 3:14-17 “14 Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste 15 e que, desde a infância, sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus. 16 Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, 17 a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.

“‘Onde quer que as verdades do evangelho sejam proclamadas, os que honestamente desejam proceder com retidão serão levados a exame diligente das Escrituras. Se, nas cenas finais da história da Terra, aqueles a quem são proclamadas verdades decisivas seguissem o exemplo dos bereanos, examinando diariamente as Escrituras, e comparando com a Palavra de Deus as mensagens a eles levadas, haveria hoje grande número de pessoas leais aos preceitos da lei de Deus, onde agora existem relativamente poucos’ (Ellen G. White, Atos dos Apóstolos, p. 232).”1

“Somos um povo unido em virtude das verdades que proclamamos, encontradas na Palavra de Deus. Foi assim com a igreja de Deus nos tempos primitivos, e assim é com a igreja hoje. O estudo da Bíblia constitui o centro da nossa adoração ao Senhor e da nossa unidade como povo chamado a proclamar as três mensagens angélicas ao mundo. Quando nos reunimos como uma família para comunhão e adoração, as Escrituras nos falam as palavras de Deus para guiar nossa vida na preparação para a missão e para a segunda vinda de Jesus.”1

“Suas crenças estão firmemente fundamentadas na Bíblia? Assim como os três jovens hebreus, você está firme o suficiente para permanecer fiel diante da morte?”1

Quarta-feira, 12 de dezembro de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Unidade em Cristo. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 494, out. nov. dez. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Unidade de comunhão

Lições da Bíblia

“Em resposta ao sermão de Pedro e ao apelo ao arrependimento e à salvação, cerca de 3 mil pessoas tomaram a decisão de aceitar Jesus como o Messias e cumprimento das promessas do Antigo Testamento a Israel. Deus estava trabalhando no coração daquelas pessoas. Muitas já tinham ouvido falar de Jesus de terras longínquas e podem ter viajado para Jerusalém com a esperança de vê-Lo. Alguns tinham visto Jesus e ouvido Suas mensagens sobre a salvação, mas não se comprometeram a se tornar Seus seguidores. No Pentecostes, Deus interveio miraculosamente na vida dos discípulos e os usou como testemunhas da ressurreição de Jesus. Então eles souberam que, em nome de Jesus, as pessoas podiam receber o perdão dos pecados (At 2:38).”1

“3. Leia Atos 2:42-47. Quais atividades os primeiros seguidores de Jesus fizeram como uma comunidade? O que criou essa incrível unidade de comunhão?”1

Atos (2:42-47 ARA): “42 E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações. 43 Em cada alma havia temor; e muitos prodígios e sinais eram feitos por intermédio dos apóstolos. 44 Todos os que creram estavam juntos e tinham tudo em comum. 45 Vendiam as suas propriedades e bens, distribuindo o produto entre todos, à medida que alguém tinha necessidade. 46 Diariamente perseveravam unânimes no templo, partiam pão de casa em casa e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração, 47 louvando a Deus e contando com a simpatia de todo o povo. Enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos.

“É notável que a primeira atividade da comunidade de novos cristãos foi aprender o ensino dos apóstolos. A instrução bíblica é uma forma importante de facilitar o crescimento espiritual dos conversos. Jesus havia comissionado os apóstolos a ensinar os discípulos ‘a guardar todas as coisas que’ Ele tinha ‘ordenado’ (Mt 28:20). Essa nova comunidade passava tempo com os apóstolos aprendendo sobre Jesus. Provavelmente ouviram falar sobre a vida e o ministério de Cristo, Seus ensinamentos, parábolas, sermões e milagres, todos explicados como o cumprimento das Escrituras hebraicas.”1

“Eles também passavam tempo em oração e partindo o pão. Não está claro se o ‘partir do pão’ é uma alusão à Ceia do Senhor ou simplesmente uma referência às refeições que compartilhavam uns com os outros, como Atos 2:46 parece sugerir. A menção à comunhão certamente pressupõe que os membros dessa nova comunidade passavam tempo juntos, com frequência e regularmente, tanto no templo em Jerusalém, que ainda servia como centro de devoção e adoração, quanto em suas casas. Comiam e oravam juntos. A oração é vital em uma comunidade de fé, e é essencial ao crescimento espiritual. Eles passavam tempo em adoração. Essas atividades foram realizadas com perseverança.”1

“Essa comunhão perseverante gerou bons relacionamentos com outras pessoas em Jerusalém. Os novos cristãos contavam ‘com a simpatia de todo o povo’ (At 2:47). Evidentemente a obra do Espírito Santo na vida deles causou uma impressão poderosa nos que os rodeavam e serviu como um poderoso testemunho da verdade de Jesus como o Messias.”1

“O que a igreja deve aprender com esse exemplo de unidade, comunhão e testemunho?”1

Terça-feira, 30 de outubro de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Unidade em Cristo. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 494, out. nov. dez. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Ensino e comunhão

Lições da Bíblia

“Após o Pentecostes, Lucas muda a narrativa para uma descrição geral da vida da igreja em Jerusalém. ‘E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações’ (At 2:42). Os quatro itens acima podem ser divididos em dois grupos apenas: ensino e comunhão. De acordo com o verso 46, o ensino era realizado no templo, enquanto a comunhão ocorria nas casas dos irmãos.”1

“O pátio do templo era cercado por alpendres cobertos, frequentemente usados para instrução rabínica. O fato de que os cristãos se dedicavam aos ensinamentos dos apóstolos mostra que o dom do Espírito não os levou a uma religião contemplativa, mas a um intenso processo de aprendizagem sob a direção dos apóstolos, cujo ensino autoritativo era validado por sinais e prodígios (At 2:43).”1

“A comunhão espiritual era outra marca distintiva da piedade cristã primitiva. Os fiéis estavam constantemente juntos, não só no templo, mas também em suas casas, onde compartilhavam refeições, celebravam a Ceia do Senhor e oravam (At 2:42, 46). Com essas celebrações diárias, eles expressavam sua esperança no breve retorno de Jesus, quando a comunhão do Senhor com eles seria restaurada no reino messiânico (Mt 26:29).”1

“As casas dos irmãos desempenharam um papel fundamental na vida da igreja primitiva. Os seguidores de Jesus ainda frequentavam as cerimônias diárias do templo (At 3:1) e, no sábado, presumivelmente estavam nas sinagogas com seus irmãos judeus (Tg 2:2), mas os princípios distintivos da devoção cristã eram cumpridos nas casas.”1

“1. Leia Atos 2:44, 45; 4:34, 35. Qual era um dos aspectos importantes da comunhão cristã primitiva?”1

Leia Atos (2:44, 45 ARA)2: “44 Todos os que creram estavam juntos e tinham tudo em comum. 45 Vendiam as suas propriedades e bens, distribuindo o produto entre todos, à medida que alguém tinha necessidade.”.

Leia Atos (4:34, 35 ARA)2: “34 Pois nenhum necessitado havia entre eles, porquanto os que possuíam terras ou casas, vendendo-as, traziam os valores correspondentes 35 e depositavam aos pés dos apóstolos; então, se distribuía a qualquer um à medida que alguém tinha necessidade.

A (  ) Eles tinham tudo em comum; vendiam suas propriedades e o dinheiro era distribuído entre os necessitados.
B (  ) Eles matavam cordeiros como oferta pelo pecado.

Resposta sugestiva: Alternativa A.

“Acreditando que o fim estava próximo, eles chegaram à conclusão de que seus bens materiais, ou ‘propriedades privadas’ (para usar um termo mais atualizado), já não eram mais tão importantes. O uso comunitário de seus recursos materiais, portanto, parecia apropriado. Não havia motivo para se preocuparem com o futuro, já que o próprio Messias supriria suas necessidades no reino messiânico (Lc 22:29, 30). Esse compartilhamento permitiu que eles experimentassem um senso mais profundo de unidade, além de se tornar um extraordinário exemplo de generosidade cristã.”1

“Você é generoso com o que recebeu do Senhor?”1

Domingo, 15 de julho de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. O livro de Atos dos Apóstolos. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 493, jul. ago. set. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Ensino e comunhão

Lições da Bíblia

“Após o Pentecostes, Lucas muda a narrativa para uma descrição geral da vida da igreja em Jerusalém. ‘E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações’ (At 2:42). Os quatro itens acima podem ser divididos em dois grupos apenas: ensino e comunhão. De acordo com o verso 46, o ensino era realizado no templo, enquanto a comunhão ocorria nas casas dos irmãos.”1

“O pátio do templo era cercado por alpendres cobertos, frequentemente usados para instrução rabínica. O fato de que os cristãos se dedicavam aos ensinamentos dos apóstolos mostra que o dom do Espírito não os levou a uma religião contemplativa, mas a um intenso processo de aprendizagem sob a direção dos apóstolos, cujo ensino autoritativo era validado por sinais e prodígios (At 2:43).”1

“A comunhão espiritual era outra marca distintiva da piedade cristã primitiva. Os fiéis estavam constantemente juntos, não só no templo, mas também em suas casas, onde compartilhavam refeições, celebravam a Ceia do Senhor e oravam (At 2:42, 46). Com essas celebrações diárias, eles expressavam sua esperança no breve retorno de Jesus, quando a comunhão do Senhor com eles seria restaurada no reino messiânico (Mt 26:29).”1

“As casas dos irmãos desempenharam um papel fundamental na vida da igreja primitiva. Os seguidores de Jesus ainda frequentavam as cerimônias diárias do templo (At 3:1) e, no sábado, presumivelmente estavam nas sinagogas com seus irmãos judeus (Tg 2:2), mas os princípios distintivos da devoção cristã eram cumpridos nas casas.”1

“1. Leia Atos 2:44, 45; 4:34, 35. Qual era um dos aspectos importantes da comunhão cristã primitiva?”1

Atos (2:44, 45 ARA)2: “44 Todos os que creram estavam juntos e tinham tudo em comum. 45 Vendiam as suas propriedades e bens, distribuindo o produto entre todos, à medida que alguém tinha necessidade.”.

Atos (4:34, 35 ARA)2: 34 Pois nenhum necessitado havia entre eles, porquanto os que possuíam terras ou casas, vendendo-as, traziam os valores correspondentes 35 e depositavam aos pés dos apóstolos; então, se distribuía a qualquer um à medida que alguém tinha necessidade.”.

A (  ) Eles tinham tudo em comum; vendiam suas propriedades e o dinheiro era distribuído entre os necessitados.
B (  ) Eles matavam cordeiros como oferta pelo pecado.

Resposta sugestiva: Alternativa A.

“Acreditando que o fim estava próximo, eles chegaram à conclusão de que seus bens materiais, ou ‘propriedades privadas’ (para usar um termo mais atualizado), já não eram mais tão importantes. O uso comunitário de seus recursos materiais, portanto, parecia apropriado. Não havia motivo para se preocuparem com o futuro, já que o próprio Messias supriria suas necessidades no reino messiânico (Lc 22:29, 30). Esse compartilhamento permitiu que eles experimentassem um senso mais profundo de unidade, além de se tornar um extraordinário exemplo de generosidade cristã.”1

“Você é generoso com o que recebeu do Senhor?”1

Domingo, 24 de junho de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Preparação para o tempo do fim. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 492, abr. maio jun. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Cristo em você

Lições da Bíblia

“Paulo continuou seu tema contrastando as duas possibilidades que as pessoas têm em sua maneira de viver. Ou elas vivem de acordo com o Espírito, isto é, o Espírito Santo de Deus prometido a nós, ou de acordo com sua natureza pecaminosa e carnal. Uma leva à vida eterna, a outra, à morte eterna. Não há meio-termo. Ou, como o próprio Jesus disse: ‘Quem não é por Mim é contra Mim; e quem comigo não ajunta espalha’ (Mt 12:30). É difícil ser mais claro do que isso.”1

“6. Leia Romanos 8:9-14. O que é prometido aos que se entregam inteiramente a Cristo?”1

Romanos (8:9-14 ARA)2: “9 Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se, de fato, o Espírito de Deus habita em vós. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele. 10 Se, porém, Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito é vida, por causa da justiça. 11 Se habita em vós o Espírito daquele que ressuscitou a Jesus dentre os mortos, esse mesmo que ressuscitou a Cristo Jesus dentre os mortos vivificará também o vosso corpo mortal, por meio do seu Espírito, que em vós habita. 12 Assim, pois, irmãos, somos devedores, não à carne como se constrangidos a viver segundo a carne. 13 Porque, se viverdes segundo a carne, caminhais para a morte; mas, se, pelo Espírito, mortificardes os feitos do corpo, certamente, vivereis. 14 Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus.

“A vida ‘na carne’ é contrastada com a vida ‘no Espírito’. O que vive ‘no Espírito’ é dominado pelo Espírito de Deus, o Espírito Santo. Nesse capítulo, Ele é chamado de Espírito de Cristo, talvez no sentido de que Ele é um representante de Cristo, e por meio dEle Cristo habita no cristão (Rm 8:9, 10).”1

“Nesses versículos, Paulo retornou a uma figura que usou em Romanos 6:1-11. Figurativamente, no batismo, ‘o corpo do pecado’, isto é, o corpo que serviu ao pecado, é destruído. O nosso velho homem é crucificado com Jesus (Rm 6:6). Contudo, não há apenas um sepultamento, mas também uma ressurreição. A pessoa batizada se levanta para andar em novidade de vida. Isso significa matar o velho eu, uma escolha que temos que fazer por nós mesmos diariamente, momento a momento. Deus não destrói a liberdade humana. Mesmo depois que o velho homem do pecado é destruído, ainda é possível pecar. Para os colossenses, Paulo escreveu: ‘Assim, façam morrer tudo o que pertence à natureza terrena de vocês: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus e a ganância, que é idolatria’ (Cl 3:5).”1

“Portanto, após a conversão, ainda haverá uma luta contra o pecado. A diferença é que a pessoa em quem o Espírito habita agora tem o poder divino para vencer. Além disso, visto que ela foi libertada da escravidão do pecado de modo miraculoso, torna-se constrangida a jamais voltar a servi-lo.”1

“O Espírito de Deus, que ressuscitou Jesus, habita em nós, se O permitimos. Temos um grande poder à nossa disposição! O que nos impede de usá-lo como deveríamos?”1

Além de orar, como você e sua classe da Escola Sabatina podem ajudar as pessoas batizadas a continuar firmes no caminho da fé e da esperança?

Quarta-feira, 29 de novembro de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da escola sabatina. Salvação somente pela fé: o livro de Romanos. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 490, Out. Nov. Dez. 2017. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

“Com Ele”

Lições da Bíblia

“Quando Jesus chamou os primeiros discípulos nas praias da Galileia, eles já haviam testemunhado Seu poder sobre o mal. Já O tinham visto desafiar demônios (Lc 4:34-36), curar doentes (Lc 4:38-41), controlar a natureza (Lc 5:4-6), revelar o pecado e depois tranquilizar Pedro dizendo que ele não precisava temer (Lc 5:10).”1

“Algum tempo depois, após ter orado a noite inteira (Lc 6:12), Jesus reuniu Seus seguidores (discípulos) e, daquele grupo maior, escolheu doze, aos quais chamou apóstolos (Lc 6:13; a palavra grega apostolos significa ‘enviar’). Antes de enviá-los, Jesus passou algum tempo com eles, dando-lhes instruções (Lc 9:1-5), semelhantes aos detalhes apresentados ao grupo maior de 70, algum tempo mais tarde (Lc 10:1-16).”1

“2. Leia Marcos 3:14. O que Jesus desejava para eles antes de enviá-los sozinhos? Que importante mensagem há para nós nesse texto?”1 Então, designou doze para estarem com ele e para os enviar a pregar” (Marcos 3:14 ARA)2. “Jesus designou os doze para que estivessem com Ele. Antes de sair para pregar o evangelho, devemos passar tempo a sós com Jesus.1

“Quantas vezes os discípulos modernos estão mais ansiosos para sair correndo e trabalhar para Jesus do que passar tempo com Ele? A simples realidade é que, quando saímos para cumprir a comissão evangélica levando nossa própria lista de coisas a fazer, deixamos de lado o Salvador do mundo e tentamos nos colocar no lugar dEle. É muito fácil ter um ‘complexo de Messias’, pensando que compete a nós salvar o mundo, esquecendo-nos de que somente Jesus é o Salvador.”1

“Não seria difícil dizer que grande parte da história cristã foi manchada por aqueles que, professando o nome de Jesus, não passaram tempo com Ele, não O conheceram e não foram transformados por Ele. A última coisa de que o mundo ou a igreja precisam é daqueles que saem correndo em nome de Cristo sem ter comunhão com Ele. Uma das maiores manobras de Satanás no grande conflito é atrair com habilidade os que reivindicam o nome de Cristo e usá-los para manchar esse nome. Portanto, antes de enviá-los, Jesus desejava que esses homens estivessem com Ele para aprender dEle.”1

“Para nós, que não temos a presença física de Jesus, o que significa estar ‘com Ele’? Na prática, como podemos especificamente passar tempo com Ele?”1

Comece por você! Faça planos de orar todos os dias por um propósito espiritual!

Segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se pref//8ça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Rebelião e redenção. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 484, Jan. Fev. Mar. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Meu Deus e eu

Lições da Bíblia.

“Nosso relacionamento pessoal com Jesus influenciará diretamente o sucesso do nosso testemunho em Seu favor. É muito fácil aprender algumas fórmulas de testemunho e evangelismo e tentar promover o trabalho em nossa suposta sabedoria e força. Ainda que Deus possa abençoar nossos esforços, devemos sempre nos lembrar de que a Obra é dEle, e só podemos realizá-la por meio de Seu poder. Queremos apenas transmitir conhecimento (por mais importante que seja o conhecimento), ou desejamos incentivar um relacionamento espiritual vital? E como podemos transmitir aos outros o que não temos por nós mesmos?”

“Claro, sempre há exemplos de pessoas que, por mais fracas na fé, por mais perto que estejam de vacilar à beira da apostasia e desânimo, ainda são usadas por Deus para levar outros a Jesus. Alguns anos atrás, em uma grande cidade, uma jovem senhora, tendo se filiado à Igreja Adventista do Sétimo Dia, trabalhava incansavelmente para alcançar seu irmão. Anos depois, o irmão foi batizado. Um mês depois, sua irmã abandonou a fé e até hoje continua desprezando a fé. Embora casos como esse aconteçam, o fato é que, quanto mais forte for nossa conexão com Jesus, mais poderosas testemunhas seremos.”

“1. Que relacionamento Pedro e João tinham com Jesus e o que essa conexão os capacitou a realizar? O que significa o fato de que os membros do Sinédrio ‘reconheceram que eles haviam estado com Jesus’? Como deve ser a pessoa que tem ‘estado com Jesus’?” Ao verem a intrepidez de Pedro e João, sabendo que eram homens iletrados e incultos, admiraram-se; e reconheceram que haviam eles estado com Jesus. Vendo com eles o homem que fora curado, nada tinham que dizer em contrário.” (Atos 4:13-14). ”A amizade com Jesus transformou sua vida; realizaram milagres; suas obras eram um sinal de que eles haviam estado com Jesus.”

A lição é bastante clara. Quando pensamos em nosso campo missionário pessoal, quando avaliamos a maturidade do grão e a necessidade urgente de trabalhadores, precisamos permitir que o Senhor nos atraia para um relacionamento íntimo e poderoso com Ele, uma relação que nos dará o poder que, de outra forma, não teríamos.”

“Como é sua relação pessoal com o Senhor? Como sua simples presença, sua fala, seus atos, sua maneira de tratar as pessoas, revelam seu relacionamento com Deus? Seja tão honesto com você mesmo quanto possível, ainda que isso seja doloroso.”

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina (LES) – domingo 06 de maio de 2012. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico. Este conteúdo é uma adaptação da LES e é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress. Para impressão acesse arquivo em PDF

Juntos no trabalho, unidos com Deus

Lições da Bíblia.

“Ontem mencionamos a importância da unidade no trabalho evangelístico da igreja. Devemos também entender que estamos trabalhando juntos para cumprir um objetivo divino. Portanto, quando a igreja considera o testemunho e as estratégias evangelísticas, os membros devem sentir intensamente que estão trabalhando unidos a Deus, Aquele que motiva, orienta, capacita e dá o crescimento.”

“6. Qual é o resultado da influência de Deus nas tentativas da igreja de partilhar o evangelho?” “louvando a Deus e contando com a simpatia de todo o povo. Enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos.” (Atos 2:47). “Quem é Apolo? E quem é Paulo? Servos por meio de quem crestes, e isto conforme o Senhor concedeu a cada um. Eu plantei, Apolo regou; mas o crescimento veio de Deus. De modo que nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento. Ora, o que planta e o que rega são um; e cada um receberá o seu galardão, segundo o seu próprio trabalho. Porque de Deus somos cooperadores; lavoura de Deus, edifício de Deus sois vós.” (1 Cor. 3:5-9). “O Senhor acrescenta o número de salvos; Deus faz a semente da Palavra crescer no coração das pessoas.”

“7. O que motiva e capacita os crentes a trabalhar em união com Deus?” “Não retarda o Senhor a sua promessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário, ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento.” (2 Ped. 3:9). Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens,” (Tito 2:11). “A paciência de Deus, que espera o arrependimento das pessoas; pela Sua graça levamos a salvação aos outros.”

“As Escrituras estão repletas de evidências do amor de Deus pelos seres humanos, a coroa de Sua criação. Portanto, não é de admirar que Ele tenha tomado a iniciativa na salvação da humanidade. Na verdade, unicamente a cruz apresenta todas as provas de que precisamos a respeito de quanto Deus nos ama e de como Ele deseja que estejamos em Seu reino eterno. De fato, o Senhor estendeu a mão e nos abençoou por meio de Sua graça. Essa maravilhosa graça, revelada por meio da cruz, cria em nós o desejo de compartilhar o que temos recebido gratuitamente [‘Curai enfermos, ressuscitai mortos, purificai leprosos, expeli demônios; de graça recebestes, de graça dai.’ Mat. 10:8].”

“Embora, às vezes, os discípulos tentassem trabalhar sozinhos, na maior parte de sua experiência o divino e o humano atuaram juntos.” “E, quando chegaram para junto da multidão, aproximou-se dele um homem, que se ajoelhou e disse: Senhor, compadece-te de meu filho, porque é lunático e sofre muito; pois muitas vezes cai no fogo e outras muitas, na água. Apresentei-o a teus discípulos, mas eles não puderam curá-lo. Jesus exclamou: Ó geração incrédula e perversa! Até quando estarei convosco? Até quando vos sofrerei? Trazei-me aqui o menino. E Jesus repreendeu o demônio, e este saiu do menino; e, desde aquela hora, ficou o menino curado. Então, os discípulos, aproximando-se de Jesus, perguntaram em particular: Por que motivo não pudemos nós expulsá-lo? E ele lhes respondeu: Por causa da pequenez da vossa fé. Pois em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e ele passará. Nada vos será impossível. [Mas esta casta não se expele senão por meio de oração e jejum.]” (Mat. 17:14-21).

“Jesus chamou os primeiros discípulos e prometeu fazer deles pescadores de homens. Ele os ensinou e os preparou, e por meio do ministério deles muitos outros se tornaram cristãos. No entanto, havia ainda outro aspecto divino do qual eles precisariam depois que Jesus voltasse para o Céu. Certamente sua necessidade era que o Espírito Santo capacitasse a igreja primitiva em sua missão de testemunhar e evangelizar.”

“Os que se envolvem no evangelismo hoje ainda são colaboradores de Deus para a salvação dos outros. Devemos orar para que o Espírito Santo nos ensine a apresentar o amor e a providência de Deus de modo que alcancemos o coração dos que necessitam do Salvador. Precisamos estar cientes de que não podemos fazer nada separados do Senhor e somente por meio de uma atitude de fé, submissão, humildade e disposição de morrer para si mesmo e servir aos outros, podemos ser testemunhas mais eficazes nas mãos de Deus. O eu deve ser posto de lado para que o Senhor nos use do modo mais eficaz.”

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina (LES) – quarta-feira 11 de abril de 2012. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico. Este conteúdo é uma adaptação da LES e é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress. Para impressão acesse arquivo em PDF